Garras Vermelhas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Garras Vermelhas

Mensagem por Garou em Qua Dez 24, 2008 1:45 am


Garras Vermelhas


Tempos atrás, os Garou selecionavam a humanidade porque reconheciam a perigosa tendência dos homens de se espalhar por vastos territórios se não fossem vigiados. As tribos, por fim, vieram a conhecer a piedade e acabaram com o Impergium; agora, a dispersão quase cancerosa da humanidade está além de qualquer coisa que aqueles anciões poderiam ter imaginado. No entanto, uma tribo ainda defende um retorno aos velhos tempos: a tribo chamada de Garras Vermelhas. Lupinos até o último membro, eles alegam, e com orgulho, que nenhum ser humano jamais contaminou a tribo. Outras tribos apontam para os Garras como um alerta sobre o que acontece ao Garou que renuncia a um lado do seu ser, pois, sem humanos em suas linhagens eles se tornaram mais bestiais que os próprios lobos. Seus uivos selvagens deixam até mesmo os Garou hominídeos apreensivos.

Os Garra seguem a tradição à risca; não a tradição dos Presas de Prata, mas a de seus irmãos lobos. Mais do que qualquer outra tribo, os Garras Vermelhas decidem sua hierarquia por meio de força, astúcia e resistência. Os membros da matilha testam uns aos outros ao menor sinal de fraqueza, e aquele mais bem preparado para a liderança assume o papel de alfa. O alfa exige lealdade incontestada da matilha, e a obtém. Ele come primeiro as melhores partes da caça, seguindo do resto da matilha em ordem decrescente de posição social, mas nenhum membro da matilha passa fome. A lei tribal é clara e distinta. Se um crime for cometido contra os Garou, a matilha não se perderá em discussões e exames da alma: fará justiça rapidamente e seguirá adiante.

Os Garras Vermelhas vivem nas imensidões selvagens, longe do barulho e do fedor dos povoados humanos. Seu território é geralmente “anunciado” com os crânios dos invasores. Mais do que quaisquer outros lobisomens, os Garras se sentem em casa na natureza e enveredam por caminhos que outros temem trilhar. Mesmo seus detratores possuem grande memória e que provavelmente praticam rituais e guardam segredos há muito esquecidos pelo resto dos Garou.

Agora, com a transformação das florestas em achas de madeira e terraplanagem dos caerns, com a fragmentação de seus territórios de caça e o envenenamento e o abate de seus Parentes, o ultraje da tribo do Grifo ultrapassa todas as medidas. O ódio dos Garras pela humanidade é lendário; para a Nação Garou, são lembretes vivos do impergium e uma constante ameaça à existência da espécie. Mas nem todos os Garras advogam o extermínio dos seres humanos. A maioria acredita que o retorno de uma política de seleção seria suficiente. De fato, alguns seres humanos vivem pacificamente perto dos territórios dos Garras, desde que sejam poucos e que mostrem o devido respeito à terra. É mais comum uma matilha transformar em exemplos aqueles que se aventuram perto demais, confiando que o medo manterá os símios na segurança de suas cidades que mais parecem feridas.

Muitos se perguntam se os Garras foram corrompidos pela Wyrm, pois os rumores de sua crueldade com os seres humanos rivalizam com as histórias dos rituais malignos dos Dançarinos da Espiral Negra. Em geral, os Garras matam homens, mulheres e crianças com convicção, mas o fazem rapidamente. Alguns apreciam a coisa, outros se afeiçoam à tarefa como a um dever, mas causar ferimentos com a intenção de fazer a vítima sofrer durante horas ou dias não é natural (embora possa ser justo). Entretanto, nos últimos anos, os Garras mais jovens começaram a criar rituais elaborados para o seu mini-Impergium, e isso preocupa os anciões. Saborear o medo da presa é uma coisa, mas estender a agonia durante dias... isso é o que fazem os símios. Um segredo atroz dos Garras é que vários consomem a carne de suas vítimas regularmente, desrespeitando um dos preceitos da Litania. Esses renegados insistem que os Portadores da Luz Interior incluíram essa cláusula na Litania, e já que eles se foram, ela não tem mais importância.


Totem da Tribo: Grifo

Força de Vontade Inicial: 3

Antecedentes: Os Garras Vermelhas não podem comprar Aliados, Contatos ou Recursos. Seus únicos Parentes são os lobos.

Dons Iniciais: Falar com Animais, Simular Cheiro de Água Corrente, O Lobo bate à Porta

Físico: Em forma de lobo, os Garras têm geralmente uma compleição robusta, com mandíbulas e patas bem maiores que o normal. Mesmo na forma Lupina, suas garras são quase tão afiadas quanto as de um gato. A pelagem tende a um castanho avermelhado. Talvez a característica mais incomum na tribo seja o tufo de pelos vermelho-sangue ou vermelho-fogo, sempre presente em algum lugar de seus corpos. Os Garras se vangloriam de que isso é um distintivo de honra conferido por Gaia, mostrando a aprovação da Deusa à única tribo disposta a defender a ideia de devolver os seres humanos ao seu devido lugar. As tribos menos radicais argumentam (na surdina) que é o sinal da vergonha de Gaia para marcar os últimos adeptos do Impergium.

Na forma Hominídea (que eles muito raramente assumem), os Garras são rudes, peludos, desajeitados e descabelados; nunca olham simplesmente, quando podem fitar com ferocidade. Caminham com dificuldade, desacostumados a andar sobre duas pernas, e acham enervante a ligeira privação sensorial dos humanos.

Território: Os Garras Vermelhas vivem nas profundezas do mundo selvagem, longe da mácula trazida pelos seres humanos. Ocasionalmente, uma matilha se estabelece num território próximo à civilização, mas só para realizar incursões contra seus inimigos.

Protetorado: Os Garras Vermelhas protegem a cada vez menos numerosas alcateias de lobos do mundo todo. Muitos nem mesmo reconhecem Parentes humanos, o que serve de estopim para muitos conflitos sangrentos com outras tribos. Todos os lobos, Parentes ou não, são preciosos para a tribo, e mesmo um filhote vale a vida de alguns seres humanos. Perder um lobo faminto ou doente é motivo de lamentação; perder para os caçadores é pretexto para a vingança.

Citação: Por que deveríamos nos submeter ao novo Impergium no qual os seres humanos selecionam os lobos?

Fonte: Lobisomem: o Apocalipse Livro Básico, páginas 78-79

Garou
Admin
Admin

Mensagens : 98
Data de inscrição : 23/12/2008

Ver perfil do usuário http://lobisomens-apocalise.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum