Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Blodtørstige Warg em Sab Ago 22, 2015 11:34 pm

Resumo da Sociedade Viking:

Os Vikings foram um povo originário da Península Escandinava, mais tarde dividida nos países da Suécia, da Noruega e da Dinamarca, de acordo com suas respectivas dinastias.

Como povo, a principal atividade da população escandinava era o cultivo da terra e a criação de gado, assim como a caça e a pesca. Conforme a população ia aumentando e as terras férteis se tornavam escassas, os vikings voltaram-se para a navegação. Eles foram capazes de construir incríveis navios chamados Drakkar (Dragões), permitindo a eles realizar longas viagens. As habilidades de navegação e construção de barcos e navios desenvolvida pelos vikings deram a eles a capacidade de alcançar novas terras para o cultivo, para o saque e principalmente para o comércio. Eles foram os maiores piratas de suas épocas, e alcançaram terras tanto no ocidente quanto no orientes, assim como os seus povos que eram atacados, saqueados ou então contatados por eles para comércio e barganha.

A política viking era organizada em sua própria hierarquia. Acima de todos, estava o rei, também chamado de Alto Rei ou Grande Rei. Abaixo dele, estavam os nobres que controlavam as vastas extensões de terras em que um povoado se encontrava, e, portanto, era o líder daquele povoado. Eles eram chamados de Jarls ou Earls, os governantes. Abaixo dos Jarls estavam os homens livres. Esses eram a maior parte da população. A riqueza dos homens livres variava muito de individuo para indivíduo, e de família para família. Alguns eram fazendeiros, donos de muitas terras e tinham mais de trinta escravos, outros eram contratados para trabalhar na terra dos senhores. Abaixo de todos, estavam os já mencionados escravos. Estes não tinham nenhum direito, e seus senhores poderiam maltratá-los até a morte, se quisessem.

Embora a navegação, a pilhagem e a colonização de novas terras tenham se tornado essenciais para a sobrevivência e expansão do povo escandinavo, essas não eram as únicas atividades em que os vikings se engajavam. Muitos eram pescadores, artesãos, ferreiros, artistas, tecelões, comerciantes, fazendeiros, trovadores, construtores de navios ou tinham algum cargo relacionado a política, como assistente de um Jarl ou relacionado a religião, como um sacerdote local dos Deuses.

Quanto a religião, os vikings, assim como todos os demais povos antes da chegada do cristianismo, eram pagãos. Eles tinham uma visão metafisica própria, assim como seu próprio panteão de Deuses e Deusas, que hoje conhecemos como paganismo nórdico ou Odinismo. A principal divindade era Odin, também chamado de Wotan.

Odin ou Ódin (em nórdico antigo: Óðinn) é considerado o deus principal da mitologia nórdica atual e também conhecidocomo "Pai de Todos" e "O enviado do Senhor da Guerra".

Seu papel, como o de muitos deuses nórdicos, é complexo; é o deus da sabedoria, da guerra e da morte, embora também, em menor escala, da magia, da poesia, da profecia, da vitória e da caça.

Odin morava em Asgard, no palácio de Valaskjálf, que ele construiu para si, e onde se encontra seu trono, o Hliðskjálf, onde podia observar o que acontecia em cada um dos nove mundos. Durante o combate brandia sua lança, chamada Gungnir, e montava seu corcel de oito patas, chamado Sleipnir.

Era filho de Borr e da jotun ("gigante") Bestla, irmão de Vili e Vé, esposo de Frigg e pai de muitos dos deuses, tais como Thor, Baldr, Vidar e Váli. Na poesia escáldica faz-se referência a ele com diversos kenningar, e um dos que são utilizados para mencioná-lo é Allföðr ("pai de todos").

Como deus da guerra, era encarregado de enviar suas filhas, as valquírias, para recolher os corpos dos heróis mortos em combate os einherjar, que se sentam a seu lado no Valhalla de onde preside os banquetes. No fim dos tempos Odin conduzirá os deuses e os homens contra as forças do caos na batalha do fim do mundo, o Ragnarök. Nesta batalha o deus será morto e devorado pelo feroz lobo Fenrir, que será imediatamente morto por Vidar, que, com um pé sobre sua garganta, lhe arrancará a mandíbula.
(Fonte: Wikipedia).
Notas sobre o jogo:

1 – Como eu disse antes, todos vikings tinham atividades em comum, como a guerra, a caça, a pesca e o cultivo de terras. Além disso, todos os vikings eram espiritualmente desenvolvidos, por assim dizer. Todos tinham conhecimento dos rituais e dos Deuses, apesar desses rituais serem, normalmente, responsabilidade do sacerdote ou da sacerdotisa. Todos os Deuses e Deusas estão abertos para o seu povo, embora cada um possa ter uma deidade com a qual se identifique mais. A devoção aos Deuses obviamente dá certos privilégios.

2 – O comércio de escravos era uma atividade comum entre os vikings, e está entre uma das mais lucrativas.
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Blodtørstige Warg em Sex Ago 28, 2015 2:48 am

Sistema Gurps (Generic Universal Role Playing System).

Estou aqui disponibilizando oMódulo Básico do Gurps. Vocês não precisam ler todo o livro. Vocês precisam apenas pegar a mecânica básica do jogo e a criação dos personagens. Basta que vocês leiam da página 9 até a 80, e já vamos poder jogar.

Como os vikings normalmente eram pessoas excepcionais, vocês terão 150 pontos para criar os seus personagens, ao invés dos 100 pontos, que é o padrão. Além disso, dependendo do tipo de personagens que vocês vão criar, vocês terão pontos grátis em determinadas habilidades. Por exemplo: guerreiros terão bônus em perícias como Combate com Armas, Arremesso de Arma, etc.

Além disso, cada tipo de personagem possui inclinações a vantagens, desvantagens e peculiaridades específicas. Um guerreiro pode ter Ultra flexibilidade nas juntas e o defeito fanfarronice. Um personagem que viaja muito pode ter facilidade com línguas, e assim por diante. Sempre que quiserem alguma orientação, basta me pedir.
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Blodtørstige Warg em Sex Ago 28, 2015 2:49 am

Blodtørstige Warg escreveu:Sistema Gurps (Generic Universal Role Playing System).

Estou aqui disponibilizando o Módulo Básico do Gurps. Vocês não precisam ler todo o livro. Vocês precisam apenas pegar a mecânica básica do jogo e a criação dos personagens. Basta que vocês leiam da página 9 até a 80, e já vamos poder jogar.

Como os vikings normalmente eram pessoas excepcionais, vocês terão 150 pontos para criar os seus personagens, ao invés dos 100 pontos, que é o padrão. Além disso, dependendo do tipo de personagens que vocês vão criar, vocês terão pontos grátis em determinadas habilidades. Por exemplo: guerreiros terão bônus em perícias como Combate com Armas, Arremesso de Arma, etc.

Além disso, cada tipo de personagem possui inclinações a vantagens, desvantagens e peculiaridades específicas. Um guerreiro pode ter Ultra flexibilidade nas juntas e o defeito fanfarronice. Um personagem que viaja muito pode ter facilidade com línguas, e assim por diante. Sempre que quiserem alguma orientação, basta me pedir.
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Akira Toriyama em Sab Ago 29, 2015 12:12 am

Ficha pronta, espero ter acertado. Qualquer coisa, só dizer. XD

Nome: Morgan Fearyblod

Atributos: ST: 10, DX: 13, HT: 11, IQ: 14 (85 pts)

Aparência: Atraente (5 pontos)
Riqueza: Médio (0 pontos)
Vantagens: Voz Melodiosa (10 pts), Talento Musical (5 pts), Facilidade para Línguas +2 (4 pts), Carisma (10 pts)
Desvantagens: Excesso de Confiança (-10 pts)
Total: 34 pts

Perícias: Trovar 14, Alaúde 14, Flauta 12, Canto 13, Sacar Rápido 2, Espada Curta 13, Lábia 14, Alfabetização (Celta) 7 (41 pts)

História:

Morgan é filho de Karl e Gwendolin. O pai é dono de um dos drakkares da aldeia e um guerreiro bastante respeitado. A mãe, no entanto, não é viking. Ela é uma celta vinda da Irlanda, trazida como escrava depois de um saque realizado na costa irlandesa. Gwendolin serviu como escrava por um tempo, até que a convivência acabou fazendo os dois desenvolverem uma relação de respeito e amizade, que depois de um tempo, se transformou num casamento. O Morgan é o filho mais novo do casal, e o único que é parecido com a mãe, física e psicologicamente. Por isso, a mãe lhe deu um nome celta e lhe contou muitas histórias sobre o seu povo de além-mar. Desde cedo, ele desenvolveu gosto pela música e por contar histórias, tanto dos deuses quanto dos homens. Como a mãe lhe ensinou muito sobre sua cultura, ele tem certo conhecimento sobre alguns costumes celtas, embora a criação viking tenha prevalecido. Suas habilidades artísticas bastante acima da média lhe renderam alguma reputação entre as pessoas da aldeia, que acham que ele é meio louco por causa do sangue da mãe, que saiu mais forte nele. Dizem por aí que a mãe é descendente de fadas - por isso, chamam ele de Morgan Fearyblod por aí. Ele foi treinado em combate, como todo viking, mas é mais definido como um skald.

Ele não é exatamente excluído entre os outros jovens da aldeia. É apenas visto com um pouco de estranheza, por ter um comportamento meio tresloucado e por causa da sua música, que os outros consideram um tanto contagiante. Ele também tem costume de cantar em celta, que o pessoal menos informado da aldeia pode achar que é a língua das fadas - o que reforça os boatos.

Fora das batalhas, Morgan gosta de festas e música. Está sempre atrás de alguma coisa para fazer, algo para se ocupar. Costuma conversar bastante com velhos, escravos e viajantes, para aprender mais histórias e costumes sobre outras terras e povos. Também é comum que faça pequenas trocas para obter objetos que deseja, quando algum mercador de longe chega à cidade com mercadoria nova. Para ele, a vida é uma oportunidade de conhecer sempre mais.

Não é uma pessoa muito religiosa. Na verdade, é até bastante disperso no que diz respeito aos deuses. Talvez por sua criação mestiça, talvez por ser muito agitado e um tanto inconstante, nunca conseguiu se ligar muito à religião, apenas comparecendo aos rituais sem pensar muito neles. No entanto, possui alguma afinidade com o aspecto andarilho e curioso de Odin. Sua criação mista também criou nele certa proximidade com os deuses celtas, e Morgan é mais próximo do deus Bran, deus das artes e dos corvos.


Última edição por Akira Toriyama em Qua Set 09, 2015 1:37 pm, editado 5 vez(es)
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Blodtørstige Warg em Sab Ago 29, 2015 12:32 am

Faltou a sua história.

Substitui Bandolim por Alaúde Wink
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Akira Toriyama em Sab Ago 29, 2015 12:51 am

Ficha editada. Agora tem história e alaúde. XD
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Dracone em Sab Ago 29, 2015 1:47 am

Kára, Guerreira

Atributos: ST 15, DX : 13, IQ 9, HT : 13

Aparência : Atraente (5)
Nível de riqueza: Médio
Desvantagens : Mal-humor (-10), Impulsividade (-10)
Vantagens : Rijeza: (10), Reflexos em batalha (15)

Perícias: Machado de duas mãos 15, Natação 15, Corrida 5, Salto 5, Espada curta  14,  Briga 8, Arco 13

História:
Kára, jovem de vinte e poucos anos, veio de uma família excêntrica, seus pais, loucos por um menino que seguisse os passos do pai que se tornaria um exemplo de guerreiro, grande e forte, acabaram ganhando uma menina como filha. O que não foi problema nenhum. O treinamento que seu pai sonhava em dar para o sonhado menino foi direcionado todo para Kara, que no início, ainda jovenzinha, não tinha porte nenhum para briga. Com o tempo, foi se desenvolvendo e criando gosto pelas atividades, tendo como presente um belo machado de seu pai como prova do orgulho que ele sentia pela mulher que havia se tornado.
Entretanto, Kara é de personalidade forte, briguenta, boca suja e mal humorada. Suas horas mais felizes é quando está usando seu machado ou sua espada. Não tem muitas relações com outras mulheres, se sente bem a vontade em meio à homens, devido a sua criação, e está sempre ansiosa para colocar suas habilidades em ação.


Última edição por Dracone em Sab Ago 29, 2015 5:10 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dracone

Mensagens : 41
Data de inscrição : 20/11/2014
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por HiroshiZ em Sab Ago 29, 2015 3:23 am

Nome: Crodo

Atributos: ST 13, DX 13, IQ 10, HT 15 (120 pts)

Aparência: Comum
Riqueza: Médio
Vantagens: Hipoalgia (10 pts)
Desvantagens: Gigantismo (-10), Excesso de Peso (-5), Gula (-5)

Perícias: Machado 15, Briga 15, Escudo 15, Culinária 12, Boemia 16, Natação 13, Corrida 7, Salto 7 (40 pts)

História: Crodo faz parte de uma família de comerciantes, que nas viagens dos vikings davam suporte alimentar. Sempre nessas viagens um ou dois membros da família iam junto, pois eram cozinheiros do navio, em sua cidade natal, sua família tinha um taverna conhecida e bem falada por todos que passavam por lá. Sua personalidade é simples: gosta muito de bebidas alcoólicas (principalmente da que a própria família fabrica), combate é sua paixão (principalmente quando é em tavernas) e não gosta muito de quem o encara de mais, pois é gordo e bem alto. Sua frase favorita é: " Eu vou beber, cair e levantar !! ".
avatar
HiroshiZ

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por monstroloko em Qui Set 10, 2015 7:44 pm

Nome: Hored Erilarson

Atributos: ST 10, DX 12, IQ 16, HT 12 (120 pts)

Aparência: Comum
Riqueza: Confortável(10)
Idade: 20
Vantagens: -
Desvantagens: Cobiça (-15)

Perícias: Cavalgar 12, Arco 13, Briga 12, Faca 15, Diplomacia 16, Lábia 16, Comercio 19. (35 pts)


História: Hored nasceu de uma família rica de comerciantes e sempre se encaixou muito bem na mesma. Grande e forte a primeira vista as pessoas pensam que ele é um guerreiro, e ele até sabe lutar, porém seu campo de batalha favorito é a mesa de negociações.
Hored não é exatamente honesto, e se orgulha de ter passado a perna em um ou outro cliente/fornecedor. Ele também não é nenhum louco por brigas, preferindo deixar que outros afobados se matem enquanto ele lucra.
Seu pai, Hadd, é responsável pelo fornecimento de armas de uma importante rota comercial norueguesa. A grande ambição de Hored é poder se envolver com esse comercio desde que seu pai o descartou em favor de seu irmão, Mord, como herdeiro dessa rota comercial.




Morte ao tédio!
ficha-Luke Crow
ficha-Barus
OFF _  Descrições  _-Minhas Falas-_  #Ações#
avatar
monstroloko
Admin
Admin

Mensagens : 504
Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 30
Localização : niteroi

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Jornada Pelo Norte - Offtopic

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum