Cronicas - Como narrar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cronicas - Como narrar

Mensagem por monstroloko em Qua Nov 12, 2014 12:59 pm

Ola galera, como falei em outro topico, eu acho importante termos um lugar onde possamos concentrar varias dicas e recomendações sobre como narrar.
Isso é importante pois ajuda os novatos que tem medo de narrar pela primeira vez e é bom para os narradores veteranos pois possibilita uma troca de experiencias
que pode evitar muitos problemas.

Em breve eu vou colocar um resumo de tudo que aprendi ao cometer erros nessa aventura aqui: Link.




Morte ao tédio!
ficha-Luke Crow
ficha-Barus
OFF _  Descrições  _-Minhas Falas-_  #Ações#
avatar
monstroloko
Admin
Admin

Mensagens : 493
Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 30
Localização : niteroi

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Akira Toriyama em Qui Nov 13, 2014 11:24 am

Bem, eu aprendi uma coisa importante nessas idas e vindas de RPG de mesa e fórum: ter sempre certo controle sobre quem entra na mesa. Eu não topo narrar pra uma mesa que tenha mais de cinco jogadores. É o máximo que eu consigo envolver numa história sem muitos problemas. Sem falar que, em mesas grandes demais, a tendência é um ou outro acabar ficando meio de lado ou então começar a fazer conversas paralelas. Então, cinco é o máximo.

Com essa experiência, eu também aprendi que, em fórum, às vezes não é bom ter esse formato de cenário único, como o que rolava por aqui. Isso é complicado, porque um cenário único tem muita rotatividade de personagens e você quase nunca consegue narrar para um único grupo. Resultado: você nunca vai conseguir conhecer um grupo melhor, como faria caso estivesse narrando pra um só grupo constantemente. Além disso, eu gosto de ficar mais à vontade na hora de criar minhas aventuras, e um cenário único é meio limitante. Como vocês viram, eu uso regras alternativas, e um cenário único não me permite isso.

Tem mais coisas, mas eu vou deixar pra falar mais tarde. XD
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Blodtørstige Warg em Sex Nov 14, 2014 7:13 pm

Bom, vamos lá...

Antes de tudo, eu sinceramente fico estupefato de ver que ainda tem jogadores - e mesmo narradores - que ainda possuem o seguinte pensamento "A função do mestre/narrador é f*d*r a sua vida". Obviamente essa dedução mais do que óbvia tem como base a quantidade ilimitada de poder que o mestre/narrador possui. No entanto, na minha visão, o papel do narrador é simplesmente garantir a diversão para todos os envolvidos, inclusive para ele mesmo. Eu sempre me preocupei em saber o que os jogadores querem e o que eles pensam antes de iniciar qualquer campanha, por isso sempre peço e aceito sugestões de todos os envolvidos. Eu sempre fui um narrador justo e racional, e muitas vezes cheguei a ajudar personagens que estavam fazendo coisas desnecessariamente perigosas e inúteis para o progresso deles. No entanto, se o cara quer avançar contra um grupo de inimigos raivosos e mais fortes e no final acaba morrendo, ai não vou poder fazer nada.

O caso é: a prioridade é sempre a diversão, por isso sempre me afasto de jogadores que gostam de se exibir e ter como meta superar os outros, ao invés de trabalhar em equipe - assim como me afasto de narradores que gostam simplesmente de promoverem o caos sem mais nem menos, simplesmente porque eles podem...

Como o Akira disse, também uso como regra um máximo de 4 ou 5 jogadores. Manter a dinâmica é um fator fundamental, e qualquer coisa que atrase o jogo não deve ser considerada usável, independente do cenário ou sistema.

Uma coisa que eu sempre prezei, e isso é meio óbvio de falar, foi a interpretação. Digo isso aqui porque tem alguns players que enxergam o jogo como se fosse um video game, onde o mestre nada mais é do que uma CPU que gera inimigos para ele ficar mais forte. O que eu quero no jogo antes de tudo é interpretação, e não a gana de enfiar bolinhas na ficha e aumentar características para ficar um cara fodão. Isso é rpg, não video game - apesar de existirem rpgs eletrônicos, e eles serem o principal motivo dessa postura...

Quanto as regras, sempre procuro usar as regras padrão do sistema, no entanto, não vejo problema em adaptar ou modificar nada, se assim for necessário ou mais interessante para o jogo. Quando jogava star wars no gurps, por exemplo, tivemos que readaptar quase o sistema todo, principalmente no que dizia a respeito das habilidades da força.

Por enquanto é só Razz
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Akira Toriyama em Sab Nov 15, 2014 3:33 am

Antes de tudo, eu sinceramente fico estupefato de ver que ainda tem jogadores - e mesmo narradores - que ainda possuem o seguinte pensamento "A função do mestre/narrador é f*d*r a sua vida".

Cara, penso a mesma coisa. Não gosto disso, nunca curti e odeio quando fazem uma coisa dessas. Quando eu vou mestrar, gosto de contar uma história junto com jogadores, então, pra mim, é vital saber se eles estão curtindo ou não. E não tem nada melhor que um grupo que trabalha bem junto e não fica discutindo regra, pontos na ficha e coisas chatas.

Uma coisa que eu aprendi muito com a mesa que comecei há uns meses aqui em casa é a seguinte: diversão primeiro, regras depois. Passei por cima de muita coisa que ia atrapalhar o andamento da aventura, priorizei a diversão ao máximo e foda-se as regras. Muita coisa eu acabo mudando, mas gosto de pegar um referencial. No final das contas, saiu uma campanha de Tormenta que tinha regras mescladas com 3.5 e algumas coisas inventadas pela gente, pra ficar mais caseiro.

E cara, jogadores com síndrome de apelão me irritam. Mais do que qualquer outro. No Mundo das Trevas, infelizmente, foi o sistema em que eu mais vi jogador desse tipo, em especial jogando de vampiro. Mas entre os jogadores de lobisomem também tem um punhado que não me desce nem a pau. Pelo que eu vi, as tribos que mais rendem jogadores retardados são Presas de Prata e Garras Vermelhas. Foi a tribo que eu mais vi jogador fazendo merda em mesa - e são duas tribos legais pra caramba, se o jogador souber fazer uma coisa legal. Presas de Prata bem interpretados eu vi. Garras, infelizmente não.

Outra coisa que eu aprendi narrando em fórum é não ter pressa. A vantagem de se jogar por fórum é você ter uma flexibilidade imensa pra postar, e não dá pra matar isso apressando post e tudo mais. Então, eu não tenho pressa, vou postando na medida que dá e nem ligo muito pro tempo que leva pra fazer as ações. Melhor um jogo mais lento e interessante que aquela coisa chata e apressada.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por monstroloko em Seg Nov 17, 2014 12:49 pm

Uma coisa que ambos falaram foi de limitar o número de jogadores na mesa, e eu concordo. Porém mestrando a cronica de mago
eu aprendi que isso não é o suficiente pra mim quando narro em forum.

Voce ter 4 jogadores e cada um postar uma historia maior e mais complexa que o outro também fica bem complicado...
Penso em de agora em diante tambem tentar limitar o tamanho dos posts.

Como narrador eu gosto de retribuir a criatividade dos jogadores e incluir na histuria as coisas que eles inventem, mesmo que eu nao ache taaaaaao legal. Porém eu ter de escrever uma resposta a 4 posts enormes me desanimou um bocado...

Voces ja passaram por algo parecido??

PS: eu sempre achei que fossem os Crias de Fenrir os mais apelões... por algum motivo são eles que sempre atraem os jogadores idiotas quando eu to jogando/narrando. Mas já vi uns Crias muito legais tb.

Além disso, eu tenho como um desafio antigo a mim mesmo de criar e jogar com um garra vermelha legal Razz
Será que um dia eu consigo????
hehehehehe




Morte ao tédio!
ficha-Luke Crow
ficha-Barus
OFF _  Descrições  _-Minhas Falas-_  #Ações#
avatar
monstroloko
Admin
Admin

Mensagens : 493
Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 30
Localização : niteroi

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Blodtørstige Warg em Seg Nov 17, 2014 1:19 pm

Sinceramente eu acho que nunca passei por isso. Na verdade, para esses jogadores com síndrome de "gótico aurélio" (aqueles góticos que ficam estudando o dicionário só pra ficarem falando extensivamente e exaustivamente "cult" o tempo todo), eu simplesmente filtro o que é útil e deixo as firulices e incrementos desnecessários unicamente para eles.

Quanto aos crias, a tribo tem um jeito meio mala mesmo, mas faz parte da interpretação. Crias no Lobisomem basicamente são como os Brujah no Vampiro, ou seja, porrada, porrada e porrada.

Uma coisa que eu faço é proibir certos personagens na cara dura mesmo. Quando eu vejo que o cara está intencionalmente criando fichas apelativas demais, ou simplesmente criando um tipo de história que vai ferrar com toda a dinâmica da crônica, eu simplesmente não deixo o cara entrar no meu jogo.

Vou dar um exemplo que aconteceu recentemente no fórum de vampiro:

O cara faz um nosferatu que não consegue falar como ser humano e só se comunica por animalismo. O mesmo nosferatu não consegue deixar o "campo de caça" dele (esgoto) por ser apegado ao local. O bicho é tão monstruoso que ele é deixado de lado até pelos outros da ninhada. Resumindo: o cara fez o crocodilo do Batman com o acréscimo de não conseguir falar como humano. Minhas crônicas normalmente são bem corridas e os personagens precisam ir a muitos lugares. Eu ia fazer o que com um catso de personagem desses? Ficar inventando motivos mirabolantes para os inimigos pensarem "Acho que vou dar um passeio pelos esgotos pra ver como é lá ^^" complica...

Infelizmente tem jogador que fica fazendo personagem não para jogar e se divertir, mas para testar o narrador, para tentar empacar a crõnica, pensando "quero só ver o que ele vai fazer com isso...".
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por monstroloko em Ter Nov 18, 2014 1:34 pm

ahahhahhahah gostei do "gotico aurelio".
Eu acho que posso tentar fazer esse "filtro" numa proxima oportunidade, mas pra mim isso é um pouco mais dificil pois eu nao gosto de deixar de fora as contribuições dos jogadores.
Essa é uma dificuldade nova pra mim, so narrei em forum duas vezes até agora, então ainda estou meio perdido. Obrigado pela sugestão Smile

Os Crias são legais, e eu gosto muito do complexo de heroi deles. Porém ja tive varias experiencias ruins com jogadores querendo fazer o "incrivel hulk" peludo e sem personalidade.




Morte ao tédio!
ficha-Luke Crow
ficha-Barus
OFF _  Descrições  _-Minhas Falas-_  #Ações#
avatar
monstroloko
Admin
Admin

Mensagens : 493
Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 30
Localização : niteroi

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Blodtørstige Warg em Ter Nov 18, 2014 1:48 pm

O problema é que tem alguns jogadores que deixam o esteriótipo do Cria prevalecer em qualquer situação. Tá certo, o Cria é orgulhoso, porradeiro e chato com o que ele tem intolerância, mas tem jogador que não percebe que ser assim o tempo todo é burrice. Na matilha, o que deve prevalecer é a união. Não adianta chegar nos outros lobisomens falando "Deixa que eu resolvo a treta, porque vocês são tudo uns bundões. Fiquem quietinhos ai e aprendam comigo. Há!".

Eu mesmo, interpretando o Bjorn, tento equilibrar as coisas. Eu mantenho minha "ânsia de treta", meu ímpeto furioso de batalha, mas nunca desrespeito nenhum outro membro da minha matilha, nem fico tentando me mostrar superior ou chamar a atenção com aquela atitude do tipo "Olha como o meu peitão cabeludo e musculoso é foda" rs rs. Mas é isso, tem jogador mala mesmo, e infelizmente algumas tribos acabam "atraindo" mais esse tipo de jogador que outras, o que acaba dando alicerce para eventuais preconceitos. E o caso é: não tiro a sua razão. Jogar com gente assim é de cair o cu da bunda mesmo.
avatar
Blodtørstige Warg

Mensagens : 171
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Akira Toriyama em Qua Nov 19, 2014 12:42 am

O que eu vi de Lobisomem sobre essas três tribos citadas:

Cria de Fenris porradeiro, intolerante a quase tudo, metido a nazista, elitista e meio pancado das ideias. Mais ou menos o que o Ivan disse: o incrível Hulk peludo e sem personalidade. Ninguém pensa no motoqueiro que gosta de se mostrar bebendo cerveja e falando das brigas que já teve. Ninguém pensa no místico que segue aos antigos deuses nórdicos e venera a natureza. Ninguém quer chegar perto daquele guitarrista de power metal que canta músicas que lembram os grandes épicos vikings. O próprio cenário onde vocês jogam tem um Parente Cria que é policial.

Presa de Prata, sempre aquele carinha tradicionalista, com o rei na barriga, recitando linhagem de cabo a rabo, querendo liderar tudo, meter o bedelho onde não é chamado, implicando com meio mundo, sem dar ouvido a ninguém. Ninguém quer fazer um Presa que não quer o manto da liderança, que está pouco se fodendo pros ideais de nobreza, que não quer nem saber da sua linhagem e que é zé povinho. Elitismo emanando por todos os poros. No entanto, vou ser justo e dizer que aqui mesmo no fórum eu vi alguns personagens dessa tribo muito bacanas.

Garra Vermelha, por outro lado... é, tenho certo preconceito. -q

Os poucos que eu vi eram piores que os Crias. Intolerantes ao extremo, com aquele "eu odeio humanos e qualquer um que abra a boca pra falar bem deles", arrumando briga com a mesa inteira por qualquer merda que acontece e rezem pra não ter Andarilho no jogo, senão o cara entra em frenesi só com a ideia. Então, é, não tive boas experiências com a tribo. Mas espero ter, um dia, quem sabe.

Estou escrevendo uma história me baseando no cenário de LoA. Não é bem uma fanfic porque eu mudei várias coisas, pra se adequar mais ao meu gosto. Estava pensando em postar aqui pra vocês lerem. Conta a história de um lobisomem escritor que passa pela sua mudança e começa a se integrar aos poucos no mundo dos lobisomens. Nela, eu usei algumas tribos como referencial para alguns personagens, mas decidi sair um pouco do estereótipo e curti bastante o que saiu.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 485
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cronicas - Como narrar

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum