Maraktu

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Ter Fev 14, 2012 3:05 pm

OFF:

Aqui começamos a minha primeira crônica no fórum. Para começar, gosto de colocar um anúncio para deixar claro algumas observações.

1. O uso de ações múltiplas ou divisão da parada de dados está vetado. As ações de Fúria, no entanto, continuam válidas.
2. Quando se tem especializações (nível 4 ou maior em alguma característica), não costumo rolar a quantidade de 10, mas diminuo a dificuldade do teste em 1 para cada especialização que o personagem tiver. Por exemplo, um personagem tem Destreza 4 com especialização em velocidade e Esquiva 4 com especialização em evasão; no momento das rolagens, eu diminuo a dificuldade em 2. Isso pode fazer bastante diferença.
3. Todos nós temos problemas e imprevistos. Qualquer coisa, basta avisar para que eu saiba o que fazer e não penalizar o jogador no momento da distribuição de XP. Isso evita embaraços e não atrapalha o divertimento de ninguém.
4. Teremos dois posts por semana. Um na terça e outro provavelmente na sexta, como a maioria dos narradores está fazendo.
5. Reclamações e sugestões são totalmente bem vindas. Elogios também. Mas por favor, deixem apenas os elogios em público. Reclamações e sugestões, mandem via mensagem. A primeira porque é meio chato ser criticado em público, e a segunda porque pode ser uma surpresa para jogadores. xD
6. O mais importante: divirtam-se.

Observação: A crônica ainda tem uma vaga sobrando.


*****


Maraktu

Prólogo

John

Vancouver era muito mais interessante do que parecia. Fazia poucos dias que John chegara ali, depois de fazer vários serviços para algumas seitas nos Estados Unidos, resolvera viajar um pouco e conhecer mais o território Garou na América do Norte. E assim, nos últimos tempos, ele vagava de seita em seita, oferecendo serviços e informações. Na maioria das vezes, os Andarilhos do Asfalto e os Senhores das Sombras estavam dispostos a pagar o que fosse preciso por algumas informações sobre algum covil de vampiros ou atividades de Espirais Negras.

No entanto, mesmo com pouco tempo em uma vida daquelas, o Roedor de Ossos estava começando a admitir que viver daquela forma, sem casa nem amigos, era realmente perigoso. Ele poderia ter ficado em Chicago, entrar para uma seita, se juntar a uma matilha e viver como qualquer outro Garou viveria, mas por algum motivo, o John resolvera viver de modo parecido com os Peregrinos Silenciosos. E mesmo que não fosse grande fã dos filhos da Coruja, ele era obrigado a admitir que não ter casa poderia não ser uma coisa muito boa.

Naquela tarde, o Ragabash estava sentado em uma das tantas ruas da cidade apenas vendo o que acontecia. Algumas pessoas já tinham passado por ele e jogado algumas moedas, mas não era mais do que isso. Provavelmente hoje não era um bom dia para ninguém, e se quisesse um almoço mais habitual, ele teria que roubar. A ideia de caçar ainda não era totalmente aceita, já que ele era um hominídeo.

Do outro lado da rua, ele percebeu algo diferente. Pessoas iam e vinham, metidas em seus ternos, carregando pastas, falando em seus celulares. Fúteis e apáticos, como a maioria das pessoas nos dias de hoje. E além disso, todos eles estavam alheios ao acontecido estranho na calçada oposta.

Um pequeno rato atravessou a rua, desviando dos passos dos humanos que pareciam não reparar. Passou por entre as pernas de uma moça que caminhava em suas roupas de executiva e saltou para a calçada, ficando a frente do Roedor.

John Rato de Escritório, Roedor de Ossos Ragabash e Cliath. Hora de parar de ficar olhando para os lados e fazer alguma coisa. Me acompanhe.
O rato virou-se para a mesma direção de onde viera e começou a trotar outra vez.

Jhony Bravo

Chegamos — disse Bilwolf quando chegaram em uma grande floresta. Há dias Falcão viajava com seu mentor conhecendo várias matilhas e várias seitas. O motivo para a viagem ele ainda não sabia, mas seu mestre parecia sério.

O Filho de Gaia já estava acostumado com florestas. Crescera em uma seita, como todo impuro, quase sem conexões com o mundo dos humanos, e pouco contato com lupinos. No entanto, viver em florestas não era tão estranho para ele como seria para um duas pernas. Mesmo assim, ele sentia uma estranha ansiedade para saber como eram as coisas por ali.

Por onde quer que olhasse, Jhony só via árvores e mais árvores. Acima delas, uma grande cadeia de montanhas se erguia, como se estivessem vigiando a seita.

Bilwolf parou na fronteira do caern e esperou por alguns segundos. Não demorou muito tempo para que o Theurge percebesse dois lobos brancos surgirem em meio às árvores.

Apresentem-se. — rosnou um deles.

Sou Bilwolf, Theurge Ancião dos Filhos de Gaia, e este é meu pupilo Falcão, Theurge dos Filhos de Gaia e também Cliath. Viemos em resposta ao chamado de Equilíbrio das Estações e Terras do Norte.

Os dois lobos se entreolharam.

Acompanhem-nos.

O Ancião olhou para seu pupilo e seguiu em frente. Falcão deixou que ele se adiantasse alguns passos e então o seguiu. O caern estava com um clima claro de tensão e guerra. Em sua mente, o impuro começava a criar teorias sobre o motivo para ambos estarem ali.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Ter Fev 14, 2012 4:11 pm

Eu me levanto meio a contra gosto bato a poeira das pernas, dobro o papelão que eu peguei de um mercado e usava para esquentar a bunda e guardo em minha mochila.


"Só pode ser um Garou, Só os Garou andão com o nariz tão nas nuvens, se fosse Tira ia vir com aquele jeitão amigo ou me jogando no chão e algemando. Se fosse Trafica só me enchia de balaço, também com a bagunça que eu fiz na boca dele, mas foi hilário, bora bete o pé na bunda da Wyrm denovo"

"Merda não comi nada ainda


E sai acompanhando seguindo a quem o chamou
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Rafael Medeiros em Ter Fev 14, 2012 5:33 pm

Continuo seguindo o mestre Billwolf, um pouco antes de chegar no nosso destino aperto um pouco o passo e pergunto:

- Mestre, estou cheio de coisas na minha cabeça, a tensão daqui está quase igual a tensão daquele dia para mim, o dia que você me encontrou... estamos perto deles novamente?

E logo após a minha pergunta, continuo próximo ao meu mestre.

Rafael Medeiros

Mensagens : 35
Data de inscrição : 08/02/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Qua Fev 15, 2012 11:53 am

John

Contrariado, John se levantou e foi atrás do rato. Passaram por muitas pessoas que pareciam não percebê-lo e muito menos o pequeno animal. John sentia-se invisível a eles. Talvez pudesse roubar a carteira de algum no caminho, mas o rato não parecia estar disposto a esperar. O que quer que fosse, era urgente.

Caminharam durante um bom tempo, até chegarem em um beco sujo e vazio. O rato então virou-se para ele.

Vamos para a Umbra. — disse, e logo depois sumiu.

Spoiler:
John rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atravessar película que resultou 2, 9, 10 - Total: 2 Sucessos

O Roedor tirou da bolsa um pequeno caco de vidro e fitou-o durante alguns segundos. Não demorou nada para que o mundo a sua volta começasse a mudar. O reflexo daquele beco no mundo espiritual não era lá tão diferente de sua forma original, mas agora ele tinha mais liberdade.

Mude para quatro patas. — ordenou o rato. — Não temos muito tempo.

Jhony Bravo

Mestre, estou cheio de coisas na minha cabeça, a tensão aqui está igual a do dia em que você me achou. Estamos perto deles outra vez? — perguntou o impuro enquanto os dois adentravam as fronteiras do caern. A frente deles, os dois lobos brancos pareciam alheios a conversa.

Vamos torcer para que não, Jhony. Vamos torcer.

Passaram por algumas árvores, e lá na frente, os dois pareciam esperá-los. O macho se aproximou dos dois.

Sou Pelos de Prata, Ragabash Adren dos Presas de Prata, e esta é Julgamento de Prata, Philodox Fostern dos Presa de Prata. Fazemos parte dos guardiões do caern. — disse ele.

Pensei que aqui houvessem mais Garras Vermelhas e Wendigo. — disse Bilwolf.

E há. Este caern até um tempo atrás era habitado apenas por eles. — contou Julgamento de Prata.Mas depois vieram os Fianna, depois nós... e hoje temos uma grande diversidade de tribos por aqui. Apenas os Andarilhos do Asfalto ficam de fora da lista, porque aqui o sinal de celulares é fraco.

Pelos de Prata pareceu rir, o que foi uma surpresa para o Filho de Gaia: ele nunca pensara que Presas de Prata tivessem senso de humor.

Aleck

O cheiro de desconhecidos fez Aleck Arranca Garra de Esguio despertar de seu sono. Com as orelhas levantadas, ele ergueu a cabeça, atento, e olhou para os lados, procurando a fonte do cheiro.

Estava descansando depois de uma madrugada inteira matando malditos. O caern estava em estado de guerra, e junto com os guardiões, ele estava trabalhando para proteger as fronteiras do caern, e enquanto seu turno não chegava, aproveitava para tirar uma soneca entre as árvores do caern.

Silenciosamente, o Presa de Prata se aproximou do lugar de onde vinha o cheiro, enquanto ouvia vozes humanas conversando sobre o caern. De entre as árvores, saíram Julgamento de Prata e Pelos de Prata em sua forma hominídea conversando com dois desconhecidos. O primeiro era um homem alto, com uma certa serenidade.
O outro era claramente um impuro, devido ao seu rosto deformado. Suas orelhas pareciam de tamanhos diferentes.

Parecia que tinham visitas.

Spoiler:

Vista do Caern


Vista do Caern


Julgamento de Prata


Pelos de Prata
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Qua Fev 15, 2012 12:02 pm

"Merda, se não basta-se a fome agora tenho que ir pra 4 patas"

"Quem que ta morrendo pra este irmão estar com tanta pressa?"


Mudo para lupino a muuuito contragosto e cintinuo seguindo o irmão rato
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Edionei em Qua Fev 15, 2012 12:28 pm

Aleck observava os dois recem chegados atentamente por entre as arvores, o rosto do mais novo lhe trazia rancor e um sentimento se frustação, lembrava dos poucos conhecimentos que tene fobre impuros, chaqualhava a cabeça tentando esquecer a ira que começara a se formar dentro do seu ser, as orelhas ouviam ainda que baixo para os humanos a conversa e fica curioso pelo motivo dos risos, descide acabar com as boas vindas e saber o que está acontecendo saindo das arvores e se apresentando.

Aleck - Grande Adren Pelos de Prata, guardião do caern e da grade seita, Fostern Julgamento de Prata é uma honra vela novamente.

Aleck observa a reação dos dois recme chegados e se apresenta pedindo suas desculpas.

Aleck - Eu sou Aleck Arranca Garra de Esguiu, lupino, cliat dos Presas de Prata, servo de helios, abençoado por luna e Ahroun dos mandamentos de Gaia, levo comigo o sangue de inimigos derrotados em combate e a garra do Esguiu que matou minha mãe, e peço minhas desculpas pela intromissão, mas meu dever é olhar por este caern e fiquei preocupado com a vinda de vcs.

Aleck mesmo na forma lupina representava ter muito orgulho pelo que acabara de falar (raça pura 5), algumas palavras usadas tinha aprendido com os humanos, outras vinham de seu pouco tempo com sua mãe, ao seu pescoço um pequeno colar prende uma especie de garra de tonalidade negra esverdiada, e o olhar singelo e fixo mostra que esperava as apresentações dos garous recem chegados.
avatar
Edionei

Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/02/2011
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Rafael Medeiros em Qua Fev 15, 2012 1:30 pm

- Prazer em conhecerem guardiões de do caern (minha barriga ronca). desculpe por isto, nossa viajem foi longe e ainda não deu tempo de me alimentar, estou com um pouco de fome.

- Aleck chega.

- Boa tarde Aleck Presas de Prata, sou Jhonny Bravo, Theurge,Cliath Filho de Gaia. E este ao meu lado é meu mestre, Billwolf.
E a intromissão, creio que não tem problema, se for de forma pacifica, quanto mais amigos melhor.


Rafael Medeiros

Mensagens : 35
Data de inscrição : 08/02/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Sex Fev 24, 2012 3:28 pm

May

Fazia dias que May Romanov Balança Mais Não Cai estava em sua casa sem muita coisa para fazer. Ia com frequencia ao caern ajudar em algumas rondas, mas não era nada muito grave, e isso estava começando a entediá-la. Seus amigos estavam bastante ocupados, já que Anderson se envolvera em alguns problemas com os malditos mafiosos — May detestava esses tipos — e Raiden fora para o Japão. Ela não tivera tempo de ouvir os detalhes da viagem do Ragabash, mas talvez tivesse alguns minutos para isso qualquer dia. O que quer que fosse, a viagem causara mudanças significativas nele.

A Fianna parou o carro em frente a entrada do caern e desceu. Apresentou-se devidamente ao entrar na seita, e ao receber a autorização para entrar, caminhou até o coração do caern. Lá estava Garra Celeste.

Olá, May. — cumprimentou ele, após sua apresentação. — Obrigado por ter vindo, sua ajuda será de grande importância. Daqui a alguns minutos mais dois Garou chegarão para formar o time que irá partir para a missão, sinta-se a vontade.

O clima no caern estava claramente tenso. As coisas andavam estranhas por ali, e May soubera que uma seita aliada estava pedindo reforços. Contra o que, ela não sabia, mas esperava poder ajudar em algo.

John

O rato guiou até um parque onde haviam várias pessoas passando o dia. Na Penumbra, John podia perceber que, apesar de aparentar um local comum, não era: a força da Wyld emanava de todos os cantos ali. Era um verdadeiro oásis em meio ao deserto sufocante da cidade. Aquela força selvagem ainda era estranha para o Roedor de Ossos, mas ao mesmo tempo que lhe era estranha, parecia reconfortante.

Dois lobos saíram de entre as árvores. Um deles tinha uma pelagem castanha, quase avermelhada, o outro era apenas cinzento. Nenhum dos dois parecia ser tão notáveis quanto alguns que John vira na vida (o que quis dizer aqui é que nenhum deles têm Raça Pura). Eles olharam fixadamente para o Ragabash e então o castanho rosnou:

Apresente-se.

Khalmyr

Khalmyr — chamou uma voz atrás do Philodox. Ele reconheceu-a como sendo de Sombra do Ódio, um impuro e também Philodox dos Senhores das Sombras do caern. Khalmyr ergueu seus olhos para ver o Crinos gigante que ele era. — Garra Celeste está te chamando. Acho que finalmente você tem missão. Se apresente no coração do caern agora mesmo.

Sombra do Ódio não esperou resposta e apenas mudou para Lupus — que também não tinha nada de pequena — e saiu dali, sua pelagem negra se misturando com as sombras das árvores. Quando se viu só, o Philodox resolveu caminhar até o coração do caern, que não estava muito longe. Não sabia que tipo de missão era aquela, mas talvez encontrasse alguma resposta. A morte de seu tio ainda era uma ferida que não tinha cicatrizado totalmente, e lembrar dele fazia-o sentir uma revolta inexplicável. Mas como disseram alguns Fianna, a dor passaria, mais cedo ou mais tarde. O Senhor das Sombras esperava que fosse cedo.

No coração do caern, Garra Celeste estava esperando com mais uma moça. Ela estava na casa dos vinte, e sua cabeleira vermelha se destacava entre a multidão. Por um momento, ele se pegou pensando se era comum, ou até mesmo certo reconhecer que ela era realmente muito bonita.

Aleck & Jhonny

Que bom que está aqui, Aleck. — disse Julgamento de Prata. — Você vai ajudar bastante.

Ela falara em um tom que não deixava muitas margens para discussões.

Bilwolf e seu discípulo estão aqui para nos ajudar em uma coisa muito problemática que vem acontecendo. Pedimos ajuda à Seita Olhos de Inverno e eles nos prometeram enviar reforços. Nossos anciões estão aguardando sua chegada para convocar uma reunião e esclarecer a missão. — contou Pelos de Prata. — Bilwolf, se não se importa, poderia nos acompanhar por um momento? Equilíbrio das Estações gostaria de conversar com você antes de ver o grupo todo.

O ancião assentiu e virou-se para Jhonny.

— Nos vemos daqui a pouco. Dê uma olhada ao redor, para conhecer um pouco o lugar.

Aleck, acompanhe-o. — ordenou Julgamento de Prata antes de se virar com seu companheiro e o ancião para o coração do caern. Para Aleck, aquilo fora realmente uma surpresa. Não sabia que se meter na conversa lhe custaria entrar em uma missão, mas não era o tipo de coisa que ele costumava reclamar. Um Presa de Prata devia estar sempre pronto para o dever.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Edionei em Sex Fev 24, 2012 3:42 pm

Aleck observava o impuro e lentamente se levantou do lugar que estava sentado, mesmo em lupus olhou para o filhos de gais e falou:

- Siga meus passos filho de gaia, vou lhe mostrar as redondezas

Aleck sabia que mesmo na forma lupina o garou na forma hominidia o entenderia, a linguagem garou nunca mudara de raça para raça.

Por que devo trabalhar com um impuro? já não é demais mantelos vivos e protege-los?

Aleck Caminhava em um grande circulo mostrando várias áreas do caern, nunca se afastando demais do coração do mesmo, onde pretendia terminar o passeio, e esperar as novas ordens.
avatar
Edionei

Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/02/2011
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Sex Fev 24, 2012 4:26 pm

"Ai que fome MERDA"

O rato guiou até um parque onde haviam várias pessoas passando o dia. Na Penumbra, John podia perceber que, apesar de aparentar um local comum, não era: a força da Wyld emanava de todos os cantos ali. Era um verdadeiro oásis em meio ao deserto sufocante da cidade. Aquela força selvagem ainda era estranha para o Roedor de Ossos, mas ao mesmo tempo que lhe era estranha, parecia reconfortante.

"Bah..... será que eu consigo catar um sanduiche de algum piquenique?

*Ele afasta este pensamento e tenta se concentrar em seguir o irmão rato

Dois lobos saíram de entre as árvores. Um deles tinha uma pelagem castanha, quase avermelhada, o outro era apenas cinzento. Nenhum dos dois parecia ser tão notáveis quanto alguns que John vira na vida . Eles olharam fixadamente para o Ragabash e então o castanho rosnou:

— Apresente-se.

"Finalmente um Caern..............Tomara que tenha sanduiche"

*Ele olha pro lobo avermelhado, olha pro lobo cinza então ele fala batendo uma continencia e em tom militar.(mesmo estando em forma lupina)

- John-Rato-de-Escritório, Cliath dos Roedores de Ossos se apresentado senhor
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por May em Dom Fev 26, 2012 3:30 pm

*Caminhando até o centro do caern, avistei Garra Celeste e logo abri um sorriso ao percerber que o mesmo tinha me visto. Me aproximei de Garra Celeste e o cumprimentei devidamente*

(Garra Celeste é um prazer revê-lo..)

*May sente um clima tenso e com toda sua curiosidade, não resiste e vai direto ao assunto*

(Fiquei sabendo que outra seita pediu reforços e você diz que dois garous estão vindo ao nosso encontro. Nós 3 somos o reforço que essa seita pediu né?)

"Espero sinceramente que não seja aquele desagradável do Stroller!"

*May aguardava a resposta com a sua marca registrada nas mãos: sua bela garrafinha de bebida*
avatar
May
Fianna
Fianna

Mensagens : 143
Data de inscrição : 22/08/2010
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Rafael Medeiros em Ter Fev 28, 2012 3:06 pm

Sim sr. mestre.
- Aleck, Se possível podemos caçar algo no meio do caminho? ainda estou com fome, não comemos nada em toda viagem.


Ele parece ter respeito aqui dentro do caern, talvez ele seja alguém forte, ou só mesmo alguém com um pouco de nome.

E logo após de sua saída eu vou seguindo seus passos.

Pensamento, Dialogo, Ações


Última edição por Rafael Medeiros em Qua Fev 29, 2012 7:39 pm, editado 3 vez(es)

Rafael Medeiros

Mensagens : 35
Data de inscrição : 08/02/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Qua Fev 29, 2012 4:14 pm

May & John

Garra Celeste respondeu o cumprimento da Fianna e olhou para algum lugar atrás dela.

Ao que parece, ele já chegou. — disse ele, apontando para três lobos que vinham. May reconheceu dois como sendo guardiões do caern, mas o terceiro era um desconhecido para ela.

John seguiu os dois lobos até o centro do caern, onde um homem na casa dos trinta anos de cabelos brancos e uma moça ruiva pareciam estar esperando-o. O homem era claramente muito superior a todos ali, e diferente dos demais, parecia vir de alguma linhagem muito antiga, como muitos que o Roedor de Ossos já vira na vida.

Ele se aproximou e se apresentou para o ancião.

Seja bem vindo ao nosso caern, Rato de Escritório. Sou Garra Celeste, ancião dos Filhos de Gaia e líder do caern. — disse.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Qua Fev 29, 2012 4:58 pm

Enquanto eu seguia os lobos volto a forma humana, prestando extrema atenção a tudo a minha volta.

John seguiu os dois lobos até o centro do caern, onde um homem na casa dos trinta anos de cabelos brancos e uma moça ruiva pareciam estar esperando-o....

Ele se aproximou e se apresentou para o ancião.

Estendendo a mão em cumprimento eu me apresento.

-John-Rato-de-Escritório, Cliath dos Roedores de Ossos se apresenta neste belo Caern em resposta ao chamado do irmão rato"

— Seja bem vindo ao nosso caern, Rato de Escritório. Sou Garra Celeste, ancião dos Filhos de Gaia e líder do caern. —

"Um filho de Gaia............. ainda por cima Ancião............... finalmente vou comer alguma coisa"

Olho em volta e vejo a moça de cabelos ruivos, sem me intimidar pelos trapos que estou vestindo e evidente falta de banho eu estendo a mão e me apresento também

- Olá moça, John-Rato-de-Escritório, prazer em conhecê-la

"Me Gusta Ruivas"

MALDITA FOMEEEEEEEEE.........
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por May em Qui Mar 01, 2012 3:31 am

*May apenas observa o roedor. Ao contrário de outros garous que acham os roedores a escória da sociedade Garou, ela não estava nem aí pra isso. Prontamente estende a mão ao roedor*

(Prazer John, May Romanov Balança-Mas-Não-Cai, uma pequena Cliath Galliard Fianna...)

*May oferece um pouco de sua bebida*

(Vai um gole? Te garanto que é bom!)


Última edição por May em Qui Mar 01, 2012 12:31 pm, editado 1 vez(es)
avatar
May
Fianna
Fianna

Mensagens : 143
Data de inscrição : 22/08/2010
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Edionei em Qui Mar 01, 2012 11:26 am

- Aleck, Se possível podemos caçar algo no meio do caminho? ainda estou com fome, não comemos nada em toda viagem.

Observando a fala Aleck responde:

- vou te levar pra onde os humanos comem as coisas com papel (embalagens), dai você pode comer qualquer um daqueles.

Caçar algo, onde ele pensa que tá

Aleck olhou para o filhos de gaia e alterou sua trajetória até os refeitórios, lá esperou que o recem chegado se servise e o levou em direção ao final do passeio para o centro do caern.
avatar
Edionei

Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/02/2011
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Rafael Medeiros em Qui Mar 01, 2012 10:12 pm

Obrigado Aleck, vamos até lá.
Prefiro caçar, porem já que tem um lugar fácil para se obter comida, vamos lá.
Logo em seguida saio atrás de do ahroun.
Estou pronto guia turístico, risos.
Pronto, agora eu estou bem para uma boa aventura, continuo seguindo o Aleck.


Pensamento, Dialogo, Ações

Rafael Medeiros

Mensagens : 35
Data de inscrição : 08/02/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Sex Mar 02, 2012 4:11 pm

"beber de estomago vazio ........uhuuulll ora de ficar bebado"

-Muito obrigado aceito sim, estava precisando de um gole faz tempo-

Pego a bebida e dou um gole pequeno gole e devolvo

"MALDITA LITANIA"

Então, será que alguém sabe quem ta morrendo pro irmão rato me trazer aqui e nem me deixar comer ainda?
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por May em Sab Mar 03, 2012 5:34 am

djonnysouza escreveu:Pego a bebida e dou um gole pequeno gole e devolvo

*Ao contrario de John, May bebe doses consideraveis* [compulsão]

(A melhor coisa que inventaram foi esse fetiche!)

*May faz referencia a sua garrafa*

djonnysouza escreveu:Então, será que alguém sabe quem ta morrendo pro irmão rato me trazer aqui e nem me deixar comer ainda?

(Cara, a unica coisa que eu sei é que uma seita perto daqui pediu a nossa ajuda... Provavelmente, seremos nos a ajuda... Mas enfim...)

*May vira-se para Garra Celeste*

(Senhor Antonie vou ficar aqui conversando com ele... Se quiser ir, fique a vontade... Ser o alfa nao é nada facia, nao é mesmo?)

*Novamente voltando a John, faço mençao para que ele me acompanhe*

(Enquanto ele vai resolver as coisas dele voce vem comigo... Tu ta com cara de quem nao come ha muito tempo. Mas fala ai... Voce é de onde mesmo?)
avatar
May
Fianna
Fianna

Mensagens : 143
Data de inscrição : 22/08/2010
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Dom Mar 04, 2012 5:27 pm

May & John

Naquele momento, May Romanov aprendeu uma coisa que decidiu guardar em algum canto em sua mente para mais tarde: todos os Roedores de Ossos pareciam não comer regularmente. Não que a culpa fosse deles, mas não se podia ignorar os fatos.

A Seita do Urso Pardo nos pediu ajuda. Vocês saberão dos detalhes quando chegarem lá. Vou abrir uma Ponte de Luna para vocês. — disse Garra Celeste, e antes que algum deles pudesse responder, uma Ponte de Luna se abriu diante deles. — Você poderá comer por lá, Rato de Escritório.

O Ragabash podia jurar que o Filho de Gaia tinha um ar divertido enquanto falava.


Aleck & Jhonny

O Presa de Prata levara Jhonny para uma área do caern onde os Parentes ficavam. Ali, Jhonny foi servido de algumas comidas humanas típicas da região. Enquanto comia, Aleck contava algumas coisas do caern para o Theurge, que apenas assentia, de boca cheia.

Subitamente, uma luz se acendeu no ar. Aleck ergueu as orelhas, atento. Pelo jeito, a ajuda tinha chegado.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Edionei em Seg Mar 05, 2012 12:08 pm

Aleck observa a direção em que a luz emanava e rapidamente apressou o theurgue

- Rápido, me siga

Aleck correu na direção da luz olhando de tempos em tempos para observar se o theurgue ainda o seguia.
avatar
Edionei

Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/02/2011
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por djonnysouza em Ter Mar 06, 2012 12:11 am

"FODEO!"

-Bem, vamos deixar a conversa para o outro lado da passagem, e sim estou morrendo de fome

No

"MALDITA UMBRA!"
avatar
djonnysouza

Mensagens : 85
Data de inscrição : 09/02/2012
Idade : 27
Localização : Itajaí

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por May em Ter Mar 06, 2012 7:13 pm

"Percebe-se que vc esta com fome! Nem um cego duvidaria disso!"

(Entao vamos, so nao va desmaiar, pq nao irei carrega-lo..)

*Lanço um sorriso debochado para o roedor e sigo em direçao a ponte da lua aberta por Garra Celeste*
avatar
May
Fianna
Fianna

Mensagens : 143
Data de inscrição : 22/08/2010
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Rafael Medeiros em Ter Mar 06, 2012 11:31 pm

Eu me apreso com a refeição, me levanto da mesa e saio junto com o Aleck.
O que está acontecendo, que nós estamos saindo tão rápido?
o que aconteceu Aleck?
continuo seguindo, rapidamente!

Rafael Medeiros

Mensagens : 35
Data de inscrição : 08/02/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Akira Toriyama em Qua Mar 07, 2012 6:59 pm

Todos


A luz prateada ofuscou os olhos do lupino e do impuro. Ambos abaixaram as cabeças, tentando proteger a visão, enquanto a luz parecia aumentar, e então, da mesma forma que aparecera, desaparecer.

Para John, passar pela Ponte de Luna não fora algo tão novo quanto poderia ser. Já tinha feito isso algumas vezes, mas não foram tantas. A única coisa que ele realmente queria era alguma coisa para comer, enquanto May ainda estava se acostumando com a nova atmosfera do local.

A sua frente, os dois viram um lobo branco com características notáveis de uma linhagem muito antiga. Ele poderia ser de qualquer tribo, mas o pêlo branco denunciava que provavelmente era um Presa de Prata. May não sabia se gostava ou não disso: conhecia muito bem os Presas, e não podia dizer que eles eram os melhores Garou: às vezes eram incríveis, mas na maior parte do tempo, eram bem chatos. A coisa não melhorava muito quando se tratava do Roedor de Ossos: a realeza e toda aquela pompa eram coisas que simplesmente o irritavam. No entanto, ele não estava em condições de reclamar — queria algo para comer, e logo.
avatar
Akira Toriyama
Avaliador de Ficha

Mensagens : 492
Data de inscrição : 25/03/2010
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraktu

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum