[Ficha Aprovada] Khalmir Asdraty - Senhor das Sombras - Philodox

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Ficha Aprovada] Khalmir Asdraty - Senhor das Sombras - Philodox

Mensagem por Khalmir Asdraty em Qua Fev 08, 2012 4:39 pm

Personagem: Khalmir Asdraty | Jogador: Iray Targino | Nome Garou: Alma Justiceira
Tribo: Senhor das Sombras.. | Raça: Impuro......... | Augúrio: Philodox
Campo : ................... | Natureza: Juiz....... | Comportamento: Visionário
Posto: Cliath ............. | Totem: .............. | Matilha:
______________________________________________________________
Características:
Nacionalidade: Inglesa | Idade: 18 (Idade aparente (20) anos)
Cabelos: Branco....... | Olhos: Azul..... | Sexo: Masculino

Hominídeo:.......1,80m.............................. 80kg
Glabro:..........1,92m.............................. 95kg
Crinos:..........2,80m.............................. 480kg
Hispo:...........2,21m.............................. 501kg
Lupus:...........0,89m.............................. 120kg
______________________________________________________________
Atributos

Físicos
.............Homid......Glabro.......Crinos......Hispo........Lupus
Força:...... 04........ (+2) 6 ..... (+4) 8 .... (+3) 7...... (+1) 5
Destreza:... 04 ....... (+0) 4 ..... (+1) 5 .... (+2) 6...... (+2) 6
Vigor:...... 03........ (+2) 5 ..... (+3) 6 .... (+3) 6...... (+2) 5
Especializações: Robustez, Agilidade

Sociais & Mentais
Carisma:.... 03 ....| Percepção:... 02
Manipulação: 02 ....| Inteligência: 02
Aparência:.. 03 ....| Raciocínio:.. 02
Especializações:
______________________________________________________________
Habilidades

Talentos........... | Perícias ............ | Conhecimentos
Prontidão:...... 02 | Empatia c/Animais: 02 | Computador:.. 00
Esportes: ...... 01 | Etiqueta:......... 00 | Enigmas:..... 00
Briga:.......... 02 | Direção:.......... 00 | Investigação: 01
Esquiva:........ 04 | Armas Brancas:.... 03 | Direito:..... 00
Empatia: ....... 00 | Armas de Fogo:.... 00 | Linguística:. 01
Expressão:...... 00 | Liderança:........ 01 | Medicina:.... 00
Intimidação:.... 01 | Performance:...... 00 | Ocultismo:... 02
Inst. Primitivo: 03 | Reparos:.......... 00 | Politica:.... 00
Manha:.......... 00 | Furtividade:...... 03 | Rituais:..... 01
Lábia:.......... 01 | Sobrevivência:.... 00 | Ciência:..... 00
....................|.......................| ................
Especialização: Esquiva( Saltar)
Linguistica: Ingles e Alemão

______________________________________________________________
Antecedentes

Destino: 01
Ritos:.. 01
Totem:.. 03
______________________________________________________________
Dons
Sentir a Wyrm(Nivel 1- Impuro)
Fraquezas Fatais (Nivel 1- Senhor das Sombras)
Verdade de Gaia (Nivel 1- Philodox)
______________________________________________________________
Rituais
Dedicação do Talismã ( Nivel 1)
______________________________________________________________
Fúria (Perm): 05 | Gnose (Perm): 06 | Força de Vontade (Perm): 06
Fúria (Temp): 00 | Gnose (Temp): 00 | Força de Vontade (Temp): 00
______________________________________________________________
Renome:
Glória (Perm): 00 ..| Honra (Perm): 03 ..| Sabedoria (Perm): 00
Glória (Temp): 00 ..| Honra (Temp): 00 ..| Sabedoria (Temp): 00
______________________________________________________________
DEFORMIDADE DE IMPURO:
Cauda Deformada:
O seu rabo é curto, excessivamente longo ou inexistente. Embora esta deformidade não seja óbvia na forma Hominídea, ela causa problemas lombares crônicos e uma dificuldade em encontrar um ponto de equilíbrio.
Sistema:
- Acrescente +1 de dificuldade nos Testes Sociais quando estiver nas formas lupina/Hispo/Crinos entre os Garou

- Acrescente +1 dedificuldade nos testes baseados em Destreza.

Cicatrizes de Batalha:
=>
______________________________________________________________
Qualidade:

Defeitos:
Inimigo do Passado (Defeito: 3 pontos):
Você tem um inimigo hereditário, não devido a qualquer coisa que você tenha feito, mas devido a um de seus ancestrais que incorreu em sua ira. A força desse inimigo determina o valor do Defeito.

• Uma poderosa criatura espiritual que jurou vingança contra os descendentes de seu ancestral (isto é, você).

______________________________________________________________
Fraquesa Tribal:
Adaga da Falha:
Os Senhores das Sombras não toleram falhas. Sempre que um Senhor das Sombras falha em cumprir sua tarefa onde ele normalmente ganharia Glória, Honra ou Sabedoria, ele, ao invés disso, perde um ponto temporário de Renome naquela categoria. (Se ele fosse ganhar Renome em mais de uma categoria, subtraia apenas da categoria onde ele seria mais recompensado). Isso ocorre em adição a qualquer perda de Renome que ele sofreria por suas ações. Essa fraqueza não afeta o processo normal de Renome em nenhuma outra maneira; se um Senhor das Sombras é bem sucedido em suas ações, então ele recebe a quantidade normal de Renome.

______________________________________________________________
Pontos de bonus:
-5 gasto em +1 para Força
-2 gasto em +1 para Esquiva
-2 gasto em +2 para Furia
-6 gasto em +6 para Gnose

-3 gasto em +3 para FdV
+3 pontos por defeitos

______________________________________________________________
História do Personagem
I – capitulo
Sombra e Prata:

Era uma noite sombria, ouviam-se apenas a respiração ofegante de três garous correndo em meio à floresta. Eles corriam como jamais haviam corrido antes, pois a criatura que os perseguia, era tão maléfica que até mesmo o mais corajoso Garou o temia: uma besta da Wirm.
Arion, um senhor das sombras, Valkyria, uma Presa de prata e Howder, um presa de prata. Entretanto, Valkyria carregava um pequeno Garou, fruto do amor de seu amor com Arion, que era um amor proibido, pois suas tribos eram inimigas. A tentativa de fugir foi em vão, pois a criatura facilmente os alcançou. Valkyria foi a sua primeira vítima. A besta a ataca e o pequeno Garou é jogado para o ato, e em uma ação de puro reflexo, Howder, irmão de Valkyria o pegou. No entanto, Valkyria, ao perceber que a besta estava a ponto de matá-la, disse a seu irmão:
- Cuide dele.
Logo a besta à ataca e ela é jogada para perto de Arion. Arion vê que Valkyria já está morta. Ele olha pela ultima vez seu filho e corre desesperadamente para atacar a besta com sua espada, mas seus esforços foram em vão, a besta o mata. Howder, ao ver que não adiantaria de nada atacar a besta, pois estava com o filhote de sua irmã, corre desesperadamente em direção a Caern dos Presas de Prata. Ele somente corre com o pensamento de salvar o pequeno Garou, mas a besta se aproxima cada vez mais, e ele, ao perceber abraça fortemente o pequeno filhote. Derrepente, uma chuva de flechas vai em direção a besta fazendo com que ela pare de persegui-los, então ela volta para o lugar de onde veio.
Howder então viu que as flechas foram lançadas por uma matilha de Garous Presas de Prata, a mais forte que existia naquele Caern. Ele correu em direção a o grande ancião que estava á frente da matilha e falou:
- Valkyria Morreu, grande ancião e deixou um filho.
O ancião chega perto do filhote e percebeu que a sua pelugem era negra que nem a de um senhor das sombras, então ele disse:
- Esse filhote não pode ficar na nossa tribo, ele é um sombra!
Howder não gosta do que o ancião falou, então começa a discutir com ele:
- Ele é apenas um filhote, merece um lar, não importa a tribo que ele seja!
Então o ancião grita:
- Você pode cuidar dele, mas longe da tribo e deixará de ser um de nós!
Howder olha para o pequeno Garou e lembra o pedido de sua irmã, então vira as costas e segue.
Ao ver a reação de Howder acha um desrespeito e fala:
- Aonde vai? Vejo um caminho escuro para esse Garou!
Howder pára, olha para o ancião e diz:
- Então iluminarei o caminho dele!
Então, ele segue em direção ás montanhas e some na escuridão.

20 anos depois:

Aqui estou, voltando para o meu verdadeiro lar, fazia muito tempo que não via essas árvores, fazia muito tempo que não sentia esse cheiro, um aroma inconfundível, pois vivi quase toda minha vida aqui. Lembro-me dos momentos de treinamento que passei aqui, mas de repente meus momentos de lembranças são quebrados por um uivo desesperador que, curiosamente, vinha da mesma direção que eu estava indo.

Rezava por Gaia que o uivo não fosse na cabana do meu mestre, pois haviam boatos de Espirais nas redondezas.Corria desesperado como o uivo que escutara. Ao subir a colina, avisto a cabana do meu mestre, tenho a intuição que aconteceu algo de errado, percebo que a minha forma hominídea não estava ajudando, rapidamente me transformo em lupus, correndo como o vento que me acompanha.

Chegando lá, vejo que, o que eu temia tinha se concretizado: ali estava meu mestre esvaído em sangue. Retorno a minha forma hominídea e corro em direção a ele. Enquanto corria fiquei atordoado e comecei a pensar que a culpa era minha, por ter o deixado.
Ao me aproximar dele vejo que ainda respira, me abaixo, e com a minha mão direita levanto a cabeça do chão, logo vejo que ele esta muito ferido e que a muito sangue ao seu redor, marcas de garras haviam deformado todo seu corpo, logo eu falo.
- Mestre! Mestre!
Como o sol ao amanhecer, lentamente ele abre os olhos, amenizando a minha agonia, mas não totalmente. De repente, ele fala:
-Kha... Khalmir? É você?
Percebo em sua voz uma dificuldade de falar, e o respondo:
-Sim, mestre sou eu! Khalmir. - Novamente ele fala com dificuldade:
-Você veio meu filho, em tempo de me ver morrer!
Aquelas palavras que ele acabara de me falar afetou a minha mente, pois não queria aquele fim. Logo eu falo:
- Não! O senhor não irá morrer, não posso deixar.
Fico desesperado, olho para todos os lados tentando achar algo para ajudá-lo:
- deve ter alguma erva medicinal que eu possa usar. Mestre diga aonde que irei pegar!
Sinto um toque e vejo que é a sua mão apertando a minha. E novamente ele fala:
-Não há mais como evitar, chegou á minha hora, agora me escute.
Aprendi sempre a respeitá-lo, apesar da situação, e então eu lhe escuto:
- Sim mestre, fale eu não estou escutando.
Ele olha diretamente em meus olhos como já tinha feito antes quando queria dizer algo importante:
- Eu quero que me chame de tio, (tosses), afinal ainda sou seu tio.
Nunca tinha chamado ele de tio, mas sabia que na verdade ele era meu tio:
- Está bem, tio.
Naquele momento não sabia o que estava sentindo, meu coração parecia está diminuindo cada vez mais quando ele falava. Era um aperto imenso que me fez chorar. Ele começa a tossir e junto com a tosse vem o sangue, que me fez perceber que ele não tinha muito tempo, mas ainda continuo escutando.
- Você tem que ir até o Caern de onde eu vim, lá você irá encontrar as respostas.
Fico a pensar: respostas? Que respostas? De que será que ele está falando.
- Respostas? Que respostas, tio?
Logo em seguida ele fala:
- As respostas para a sua evolução. Você encontrará muitos Caern’s, lá será um dos que vai lê ajudar na sua evolução. Lembre-se.
Eu não consigo entender. Sabia que as suas palavras sempre me ajudavam no que fosse preciso, mas uma das coisas que eu queria saber naquele momento era quem tinha feito aquilo com ele. E então aceitei o conselho e em seguida, o perguntei:
-Ok tio, irei seguir suas palavras. Mas quero também saber quem fez isso com o senhor.
Novamente com dificuldade ele fala:
- Espirais, aqueles malditos.
Só poderiam ser aqueles malditos espirais. Seres maléficos, sem honra alguma. Eles merecem a morte. Então falo em tom de raiva:
-Matarei todos os que eu vir em nome da sua honra e da minha. Eu prometo.
Ódio... O ódio era o sentimento que estava em mim, pois queria liberá-lo, de preferência em um espiral, mas não podia ir atrás dos desgraçados, pois meu tio estava morrendo.
Logo o momento final chegou para minha infelicidade. Ele morre, olhando para min dizendo:
- você tem que completar sua evolução...
Em um ultimo suspiro ele me disse essa frase que ficará para sempre em minha mente.


II- Capítulo
Honra:

- Não (Gritos e choros).
Parecia que o céu tinha caído sobre mim naquele momento. Pensei em várias coisas naquele momento, pensei em fazer um enterro digno naquele local ou até mesmo em sua cabana, mas a verdadeira honra estava no local onde ele nascera. Foi então que resolvi leva-lo até o Caern dos presas de prata, a mesma que me rejeitou, a mesma que meu tio deixou por mim, pois ele me contara que, após a morte de meus pais, ele havia deixado a tribo por mim, pois eles não me aceitaram pelo fato de eu pertencer a tribo dos Senhores das Sombras. Meus pais eram de tribos diferentes, meu pai um Senhor das Sombras e minha mãe uma presa de Prata. Nunca os conheci.
O pego entre os braços e o levo sem pensar nas conseqüências. Transformo-me em crinos e o levo. Algum tempo depois já consigo avista o Caern das presas, que ficava ao uns 20 km ao leste da cabana do meu tio. Volto à forma hominídea e sigo.
Caminho a passos curtos, pois sei que chegarei lá. Sem avisar, uma forte brisa bate de frente em meu corpo, olho para cima e vejo o céu completamente nublado. Irá chover!
Durante o caminho, carregando o corpo do meu tio, continuo pensando em suas últimas palavras sobre a minha evolução, mas logo como um relâmpago que acabara de cair no horizonte, algo cai sobre a minha mente, o sentimento da culpa, pois começara a achar que a culpa era minha pela morte dele. Logo começo a lembrar da minha partida.

Alguns anos antes:

Era uma noite clara, a lua do meu augúrio aparecia no céu estrelado, era o dia da minha primeira transformação. Estava ansioso, pois tinha me preparado muito para aquele momento.
O meu coração batia forte, sentia a minha carne queimar e ao mesmo tempo, se rasgar, escutava apenas os gritos do meu tio dizendo:
-Concentração Khalmir! Concentre-se em uma forma, vamos!
Aqueles gritos me deixaram nervoso, pois meu tio tinha me falado um dia sobre o frenesi que afetava alguns em sua primeira transformação. Meu tio era muito sábio, e tinha nascido numa lua Theurge.
Comecei a pensar sobre uma forma, a forma hominídea, queria que fosse minha primeira transformação. Olhei para as minhas mãos e comecei a notar elas mudarem, estava me transformando. Logo comecei a perceber que estava diminuindo.
De Crinos para hominídeo, novamente olhei para as minhas mãos, estavam do jeito das do meu tio, como de um homem. Fiquei muito feliz naquele momento, olhei para o meu tio e ele estava dando um grande sorriso, que me significou muito naquele momento, mas a minha alegria durou pouco, muito pouco.
Ao primeiro passo em direção ao meu tio, percebi que ele parecia está sério. Não sabia por que, mas alguma coisa dizia que eu iria saber.
Como se tivessem saído do nada, seres de cor negra aparecem entre as árvores. Eram grandes e estavam na forma Crinos. Quando ia em direção ao meu tio para perguntar quem eram.
Logo após um deles deu um passo a frente, e se transformou na forma hominídea e falou:
- Nossa mesmo na hora da 1ª traformação!!!!
Afigura misteriosa acabara de falar disse que seu nome era Mark, era de uma grande matilha de Senhores das Sombras e que conhecia Arion, pois eram da mesma tribo. Meu tio falou que Arion tinha morrido, mas a reação dele não foi nada preocupante, era como se pra ele não significasse nada, apesar de serem companheiros de tribo. Então pensei como uma criatura pode ser tão fria. Mark olhou fixamente para meu rosto e disse:
- Você tem os olhos de seu pai! Arion
Impressionante, como ele sabia que Arion era meu pai?
Em seguida ele veio com uma proposta de me levar até a tribo dele, e me ensinar muitas coisas sobre os Senhores das Sombras. Meu tio, naquele momento, não aceitou, alegando que aquela tribo era tirana e perversa. Aquelas palavras afetaram aqueles Garous.
Era uma dura escolha, mas tinha que aprender sobre o q é ser um sombra. Precisava, era o meu desejo!

- Certo, eu aceito.
Logo depois que eu aceitei a proposta de Mark, me Tio abaixou a cabeça como ja soubesse q eu iria aceittar, e concerrteza sabia.
- Mestre! Desculpa-me, mas preciso saber o q é um sombra. Como é ser um de verdade
Essas foram minhas ultimas palavras para meu mestre naquele dia. Segui os outros da minha tribo até o local que eles viviam descobri que eram muitos, não sabia que existia muitos de uma só espécie, mas também descobri que nem todos vão com impuros, sofri varias humilhações,mas não reagi a nem uma.


...


Estou carregando o corpo meu tio já avistando as sentinelas, estou perto!
Ao me aproxima percebo que eles estão armados com arcos apontando para min, mas não ligo e continuo a seguir. Não ligo pra minha vida, pois uma parte dela morreu junto com o meu tio.
Estou prestes a ser perfurados por flechas, mas continuo sem pensar nas conseqüências.
Derrepente paro proximo aos guardioes e falo:
-Sou khamir Asdraty, senhor das sombras, impuro, phiodox e cliath. Estou aqui apenas pra que vcs façam um interro didno a este garou que um dia protegeu esse Caern.
"E sussurro"
- E que me criou...
Deicho meu tio lá e parto, me trasformando em crinos desaparecendo entre as arvores.
Começa a chover, sozinho, irei vagar por aí... A procura da minha evolução, mas com pensamentos que não conseguirei esquecer, de momentos que irei me arrepender por o resto da minha vida.
Minha vida é amaldiçoada... Perdi primeiro meus pais... Meu mestre e tio... E agora o que irei perde... Busca da evolução?
______________________________________________________________________________


Última edição por Khalmir Asdraty em Sex Fev 10, 2012 9:02 pm, editado 8 vez(es)
avatar
Khalmir Asdraty

Mensagens : 2
Data de inscrição : 07/02/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Ficha Aprovada] Khalmir Asdraty - Senhor das Sombras - Philodox

Mensagem por Alexwalker em Ter Fev 14, 2012 8:45 pm

Ficha aprovada em 10/02/2012


----
"May the road rise up to meet you.
May the wind always be at your back.
May the sun shine warm upon your face,
and rains fall soft upon your fields.
And until we meet again,
May God hold you in the palm of His hand."
-An Old Irish Blessing

- - - -
OFF - Descrição de Ações: -- Falas em ON / "Pensamentos" / *Ações* / Comentários em OFF / Stroller (Ficha)
avatar
Alexwalker
Andarilhos do Asfalto
Andarilhos do Asfalto

Mensagens : 497
Data de inscrição : 08/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum