O surgimento dos Vampiros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O surgimento dos Vampiros

Mensagem por CorreComOsLobos em Ter Nov 23, 2010 9:58 pm


Segundo Filho da Wyld, Ancião Peregrino Silencioso


Há muito tempo atrás, não existia cidades nem vampiros. Os nossos inimigos eram poucos para falar a verdade. A guerra da Trindade ainda não tinha alcançado as proporções que tem hoje em dia. A Wyld era mais forte, e a Weaver e a Wyrm mais fracas. Mas elas já eram inimigas e estavam foram de equilibro... Agora escute com atenção, filhotes e lobos velhos, pois muito do que for contado agora não é de conhecimento nem dos próprios seres em questão...

Gaia criou muitas coisas como seus filhos, alguns eram só seus, outros foram criados junto com a Trindade ou adotados por esses últimos. Os humanos estavam entre esses. Inicialmente planejados por Gaia como seus filhos, mas tocados pela Weaver e a Wyrm que consideravam esses novos seres mais seus do que de Gaia. Por causa disso não demorou para começar o Impergium, pois nós, os metamorfos de Gaia sentimos que os humanos foram tocados em demasia pelos membros da Trindade. Mas somos tolos, somos pequenos e burros se comparados com a Trindade. Eles já sabiam há muito tempo o que íamos fazer, e provavelmente tudo foi planejado por eles... Pouco antes do ocorrido a Weaver escolheu um humano entre tantos, e sempre manteve ao menos um ou dois dos seus muitos olhos sobre esse ser. Ela sempre o vigiava, sempre o manipulava. Fazia ele sonhar em grandes cidades com vários humanos juntos longe do selvagem e natural. O encheu com suas teias e o dotou de sua imortalidade imutável. O humano se tornou um ser da Weaver. Desdenhando de tudo que Gaia preza em seus filhos vivos. O ser não precisaria respirar. O ser não precisaria comer. O ser não precisaria dormir. O ser não precisaria envelhecer. Esse era o desejo e o objetivo da Weaver. E assim ela o fez. Mas a Wyrm não era cega e já sabia enrolar sua corrupção em meio as teias da Weaver. E a Wyrm esperou e planejou. O humano foi testado pela Weaver, e essa o fez percorrer o mundo sem descanso. No inicio o ser apreciava o que tinha se tornado. Mas não demorou para sua mente e alma se cansar. E essa era a vontade de Gaia, não da Weaver ou da Wyrm. Logo o humano estava se lamentando em meio a um grande deserto. Gaia chorou por esse ser, mas não podia fazer nada. A Weaver ignorou os sentimentos do ser e tirou seus olhos de cima dele. E a Wyrm sorriu. O humano caiu na areia e não demorou para ser enterrado vivo por ela. Chorando embaixo do deserto com a Wyrm o assombrando com pensamentos sombrios. O ser era assolado pelo o verdadeiro poder da Wyrm e não demorou para ficar insano por completo e corrupto. Suas lágrimas se tornaram sangue, e longe do sol e banhando em sombras e sangue ele ficou por muito tempo apenas com a Wyrm como companheira. Longos anos se passaram, muitos eventos ocorreram. E o ser finalmente acordou. Nada de Gaia restaram nele, apenas Weaver e Wyrm. Sombrio e sangrento era a figura se levantando a noite no deserto. Gaia se recusou a olhar para ele e Luna também negou um olhar naquela noite. Mais Helios fez questão de olhar bem para esse ser e o amaldiçoar.

-Sua mãe original não mais o olhara, pois você a negou e agora é um bastardo sem mãe e amor. Que fique apenas você e suas mães adotivas que o fizeram no que atualmente é. Não vou tolerar ver você e nem qualquer cria sua. Vai dormir quando eu brilhar no alto céu pois você não é merecedor da minha nobre luz e só poderá andar no mundo quando eu não estiver presente, mas mesmo assim meu fogo o queimaram sem piedade.

A Weaver e a Wyrm o olharam, a Weaver voltou dois dos seus muitos olhos para seu projeto falho. Não se lamentou, o ser era apenas um objeto de pesquisas para ela. E talvez no fundo era isso que ela planejava pois a Wyrm tinha dons que só ela podia dar. A Wyrm sorriu com suas muitas bocas e voltou suas três cabeças para o ser e cada cabeça fez com que uma vontade sua prevalece para todo sempre no ser e suas crias. Assim nasceu a fome do ser. Sua vontade de dominar e corromper. E sua violência e raiva. O ser que a Weaver criou que não precisaria comer agora teria que se alimentar constantemente pois esse era o desejo da Wyrm.O ser que a Weaver criou que não precisaria dormir agora teria que dormir pois esse foi a ordem de Helios. Esse ser não é só da Wyrm, é da Weaver também. Esse flagelo foi criado por nossos dois inimigos através da corrupção e inveja, e como seres leias a Gaia devemos dar um fim a essas criaturas bastardas de um jeito ou de outro.


Ficou um pouco diferente do que eu falava antigamente principalmente na narrativa que era mais em canto e musical do que essa versão que parece ser mais narrada em volta de uma fogueira por um velho Garou. Mas ainda sim improvisei agora.

CorreComOsLobos

Mensagens : 262
Data de inscrição : 27/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum