Gueto da Cidade

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gueto da Cidade

Mensagem por Nemesis_EX em Qua Jan 20, 2010 12:44 am

Como toda a Grande Metropole Vancouver tem sua parte "suja" aqui seria a parte decadente de Vancouver onde os menos afurtunados vivem aqui em conjuntos habitacionais onde pelo menos tem um teto sobre suas cabeças (pelo menos os mais sortudos...), mas como em toda area sempre tem problemas...



Aqui vc encontra os cidadão oprimidos pelos Marginais e traficantes, a policia não atua com tamanho poder devido a problemas maiores na cidade... mais uma coisa e certa nessa parte da cidade pode se conseguir um pouco de tudo desde drogas ate armas ilegais graças a uma garota conhecida apenas como Sharon... ela costuma ficar nessa parte do Gueto...



Shanon:


Poucos tem ideia mais Shanon e a Traficante de maior influencia na região onde qualquer concorrencia na sua area e reprimida com o mais alto requinte de crueldade... poucos tem ideia mais Shanon e uma parente dos Roedores mais faz questão de deixar claro que mesmo sendo uma parente quem manda ali e ela...
Sua Gangue e mais bem armada e mais cruel... onde controla boa parte do fornecimento de armas e drogas da região... se tem algo que tem que resolver tem que passar por ela para negociar... e por sua gangue...



A area e enorme onde vc pode encontra alguns Garous na ativa que podem auxiliar nas negociações um deles é Big Joe, um Roedor bem experiente fica longe da politica Garou onde era o antigo dono da Gangue Black Panther, hoje controlado por sua filha Shanon... Joe é bem receptivo mesmo com sua aparencia intimidadora, mais ele deixa claro que hoje ele é só uma sombra do que já foi no passado... hoje ele é mas um conselheiro do que um lider... alguns se perguntam o por que disso mais ele se mantem calado quando perguntado...

Como todo Roedor Philodox entende o mundo dos humanos tão bem quanto entendem a sociedade Garou. Normalmente, outros lobisomens estão tão obcecados em caçar a Wyrm que eles ignoram as pessoas das quais os servos espirituais da Corruptora se alimentam. Apesar do Meia Lua ser fluente em argumentar a lei em nome dos párias e dos Garou excluídos, ele é apaixonado pela justiça no mundo humano. Nas assembléias tribais, ele trabalha para fazer a democracia funcionar corretamente. Quando o mundo sobrenatural avança sobre inocentes, o Philodox põem de lado seus parâmetros políticos para prestar julgamento aos que podem intervir em seus interesses mais humanos.



Não só do submundo vive o Gueto um exemplo disso e a mecanica do Velho Michael Jone... um homem honesto onde varios jovens não se metem com ele devido sua influencia com Shanon, ambos se respeitam e de alguma forma Shanon garante que nenhuma gangue toque no velho... sua oficina alem de ser um bom negocio e um lugar onde pode se concerta carros e ate envenena-los por uma quantia simbolica... aqui e o paraiso para corredores de rua pois ele cobra barato e faz um otimo serviço todo o corredor de rua já passou por ali... alguns especulam que Shanon já tenha feito rachas no passado mais ninguem nunca viu ela participando ao contrario do Big Joe...

Michael:


Parte de Trás da Oficina:


Parte Interna da Oficina:


Os Roedores de Ossos ligados a essa oficina seguem o totem General Lee. E alguns são do campo sentinelas da estrada. Todos os Sentinelas das Estradas possuem algo em comum: eles odeiam ficar em um lugar por muito tempo. Você os encontrará em longas viagens de ônibus pelo país, cavalgando os trilhos em trens empoeirados ou aguardando no porão dos navios a vapor. Pegar carona é uma arte para eles. Um Sentinela pode tentar se fixar em um lugar, mas isso nunca dura muito tempo. Como a ralé da tribo, o Dom: Grude é essencial para eles — eles se unem a matilhas apenas temporariamente e apenas quando elas se encaixam com eles. Bons companheiros são geralmente recompensados depois com notícias distantes dos territórios bem patrulhados das seitas urbanas... e convites para se aventurarem. Os Sentinelas das Estradas podem não viajar com a graça, estilo ou a velocidade dos Peregrinos Silenciosos,
mas eles não parecem se importar com onde estão indo, desde que estejam em movimento. Muitos têm uma feroz devoção ao totem Rato, e como parte dessa religião, mantêm um ódio severo a qualquer lobisomem que siga a Coruja. A idéia de servir o totem da Coruja, ou mesmo ajudar suas crianças, os enche de fúria. Os Sentinelas também possuem uma diferença filosófica com os Peregrinos Silenciosos. Enquanto o último grupo é renomado por cobrir grandes distâncias rapidamente, os Sentinelas das Estradas não parecem dar a mínima para qual é o seu destino. A viagem é superior a isso. Mais importante, eles recusam, absolutamente, a aceitar trabalhos como mensageiros, correios ou diplomatas. Como a ralé, eles foram largados pela sociedade Garou da mesma forma que foram da sociedade humana. Entre seu tempo em isolamento e a exposição deles a diferentes culturas, eles lentamente desenvolveram estranhos hábitos, estranhas formas de falar e até mesmo uma quantidade de Fúria que os isola dos Garou da cidade, até que eles parem de correr por tempo o suficiente para “recuperar o fôlego”. Viagens de longas distâncias também resultam em estranhas amizades e alianças temporárias. Apesar dos Sentinelas das Estradas tentarem ficar de fora das políticas dos Garou, eles ainda se importam com as pessoas a sua volta, que encontram em suas viagens. Como todos os Garou, eles também precisam da companhia de seu povo, mesmo que seja por alguns dias. Tipicamente, caso eles vejam que um companheiro viajante está preso, em perigo ou sendo explorado, eles farão o possível para se envolverem. Quando eles finalmente chegam até as assembléias tribais, onde relatam suas estranhas histórias, esse Código da Estrada dá a eles um pouco de Honra. Suas histórias também servem para lembrar que o mundo é muito maior que as divisas de seus caerns. Os Sentinelas têm o hábito de aparecer inesperadamente em qualquer lugar. Eles podem parar em uma seita dominada por Roedores de Ossos por alguns dias, trocar contos ou chiminage por sua breve estadia. Alguns freqüentam os mesmos territórios pulsantes a cada ano, trazendo notícias diversas de outros Garou notáveis. Muitos descobrem a corrupção espalhada pelos servos da Wyrm, longe dos olhos vigilantes dos anciões dos caerns. Seguindo os instintos comunais que fazem deles Garou, alguns estabelecem seus próprios territórios pulsantes com outros Roedores de Ossos, tomando uma carreta abandonada, uma van de um Parente ou até mesmo um ônibus, por uma semana ou mais para executar os rituais apropriados. Liderados por espíritos, eles podem até mesmo vir a ajudar os Roedores de Ossos (e seus companheiros de matilha) que viajam longe da segurança de uma seita.



Alguns metros dali fica a quadra onde fica Richard e T-Bone, esses dois são corredores de rua de primeira linha na quadra eles organizam os eventos na Zona Baixa para os corredores de Rua, mais não apenas isso como tambem são eles recrutam pilotos para certas "missões..." se quer um bom negocios nas pistas e com eles...

Richard e T-Bone (da esquerda para Direita...)


Quadra de Basquete:




Mama Margareth "Quebra-Nozes" é a Anciã da tribo Roedores de Ossos. Ela é uma Impura que trás a Vergonha do ato do seus pais, dois Presas de Prata, em sua pelagem. Um ato tão infame que apenas os Roedores de Ossos puderam acolhe-la. A sua deformidade de impuro é a sensibilidade a prata. É membro do campo Capuz.
Como toda Roedora de Ossos Ahroun ela luta sujo e luta para vencer. Sua força não reside em músculos, mas na astúcia. Mestre da sabotagem, lutas de rua e táticas de multidões, ela não manda todos numa luta, a menos que ela saiba que as probabilidades estão do seu lado. Em qualquer outra batalha, ela derruba seus maiores inimigos atormentando-os com incontáveis pequenos ataques, algumas vezes deixando os Ahroun mais egoístas das outras tribos se sacrificarem em suas tolas buscas por glória. Como uma guerreira mais extrema da tribo é perita em táticas terroristas, planos de sobrevivência, métodos de milícia e demolição.



Edgar Mão-no-Lixo é um Cliath do Campo Frankwillers. Esse Roedor de Ossos Ragabash é normalmente vistos como uma ajuda cômica pelas outras tribos — vagabundo feliz e estranhamente vestido. Apesar dele certamente ter o espírito elevado, ele não sai pelos buracos urbanos contando piadas. Ele também é um ladrão e espião, bom batedor e artista da investigação. É um mestre da furtividade e subterfúgio, usando seus Dons para invadir locais, que ele não poderia, e perseguir suas presas sem serem vistos. Possue planos mais políticos, unindo-se aos Garou desgarrados e excluídos, que são esmagados por anciões tiranos. Se os outros Garou o vê como tolo, isso serve como uma fachada perfeita para as atividades sem escrúpulos do Lua Nova.



Tio Super Bowl é um Roedor de Ossos Impuro e perturbado. Um Fostern Batalhador. E como todo Roedor Theurge é um mestre dos rituais urbanos, carniceiro que pode encontrar o mundo sagrado nos mais desolados e decrépitos lugares da cidade grande. Um visionário que está à beira da insanidade, que é, no mínimo, vistos como louco porque vê o mundo físico de uma maneira muito diferente do que os humanos ao seu redor. Místico de olhos esbugalhados que procura espíritos nas esquinas, é freqüentemente confundido com viciado em drogas, antigo paciente com problemas mentais ou vagabundo alcoólatra ... e o é. Como o usual, ele é compassivo e curandeiro cuidadoso que chama os espíritos para socorrer os desafortunados, famintos, fisicamente feridos e espiritualmente cicatrizados.
Rir cura a alma e ele usa auto-depreciação para garantir a dignidade para aqueles que de outra forma não teriam. Seus rituais são freqüentemente uma paródia daqueles das outras tribos – e têm um ritual especial para o domingo do Super Bowl – mas ainda são poderosas ferramentas para criar reverência, comunhão, comunidade, aconchego e compaixão.
Pertence ao campo dos Desertores e sonha em ir morar na Terra Natal Umbral da Tribo dos Roedores de Ossos. Um local que se assemelha a um parque público, rodeado por uma área de baixa renda da cidade. Onde os abundantes mendigos engordam com seu lixo comestível, restaurantes baratos funcionam por toda a noite, a jarra de cerveja custa apenas $1, as strippers são fáceis, e você pode achar um quarto ou lugar para dormir facilmente. Fora das cercanias da cidade espalham-se uma preguiçosa pastoral e escassamente povoada série de colinas, cheias de gado gordo, macieiras e árvores do campo. Um sistema de metrô conecta várias áreas do reino, assim como conecta também várias outras áreas Umbrais, como por exemplo, o Reino Cibernético. As catracas do metrô estão sempre quebradas, todo mundo anda de graça. Gafflings do Rato percorrem a área espalhando fofocas e sujeiras em troca de bens. É o mentor do Barril de chopp Djou.



Corrente do Uivo é uma Lupina Cliath do Campo Enxame. É a mãe de dois Garous, Barril de Chopp Djou e Luna Enxame de Ratos. E já tem uma netinha apesar de não aparentar mais de trinta anos. Conhece muitas histórias de Antropófagos, mas não as compartilha com as outras tribos pois prefere que o caern continue a achar que se trata apenas de uma lenda urbana.
Essa Roedora de Ossos Galliards é conhecida tanto por sua aproximação bem moderna das performances das ruas quanto por sua necessidade de trazer a arte clássica para o mundo ao seu redor. Para ela músicos das ruas, detentores de baladas e folclore do campo e artistas nos parques públicos que recitam Shakespeare, são todos aliados dentro da mesma tribo. Ainda mais, ela também é testemunha do mundo ao seu redor, um mundo que existe separadamente das tolas brigas dos Garou por poder e das besteiras espirituais. Ela denuncia o mundo que vê em termos brutais, freqüentemente lembrando os lobisomens sobre o mundo que eles deveriam estar defendendo, retratando isso em histórias e performances brilhantes e realistas. É responsável pela corrente do latido.






avatar
Nemesis_EX

Mensagens : 758
Data de inscrição : 10/01/2009
Idade : 33
Localização : DF

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Seg Maio 10, 2010 12:38 pm

Capítulo 1:

Uma Assembléia tribal dos Roedores de Ossos conhecida como “Orkins” está prestes a começar. E um Banquete dos Tolos será realizado após uma partida de basquete. Não é uma assembléia formal e sim uma bebedeira homérica. Os Garou de outras tribos que possuem Roedores de Ossos em suas matilhas também estão convidados. Pois vamos zoar asquerosos espíritos urbanos da área em nome de nossos totens. Meu nome é Corrente do Uivo e essa é a nossa corrente do latido.

Vou movimentar esse cenario, no proximo ciclo ou quanto antes, as atualizações serão uma vez por semana, mas não há limite de vagas, afinal é um cenario. Qualquer garou deve quiser participar é bem vindo. Mas lembrem-se que não é permitido estár em dois cenários da cidade ao mesmo tempo. A temática será a busca por pontos de antecedente totem e a realização do ritual místico de totem. É só falar que ouviu a Corrente do Latido ou que foi convidado por um Roedor de Ossos. Mas aqueles que quizerem aprender Rituais, fazer fetiches... tambem são bem vindos.

A Corrente do Latido

Os Galliards Roedores de Ossos aperfeiçoaram um dos métodos mais rápidos de se espalhar notícias conhecido pelos Garou: a Corrente do Latido. Ela começa com um único Galliard uivando algumas palavras na linguagem lupina. Se a mensagem for simples o suficiente, ela pode ser entendida por um vira-latas, um cão doméstico ou possivelmente por um lobo perdido. Esse animal responde latindo uma série de sons em alta freqüência, uivos para repetir o que ele ouve. Se executado de forma correta, o Galliard pode iniciar uma cacofonia canina para espalhar uma mensagem simples por toda uma cidade e possivelmente nos arredores da mesma. Caso precise de uma mecânica específica para isso, o Galliard Roedor de Ossos pode iniciar uma Corrente do Latido com um teste de Manipulação + Empatia com Animais (dificuldade 6). Três sucessos podem transportar uma frase simples de “adjetivosubstantivo-verbo”; cinco sucessos transmitem uma breve imagem preto-e-branco. Infelizmente, essas impressões são filtradas através da inteligência média dos cães envolvidos. Eles podem distorcer ou simplificar a mensagem em termos que um cão doméstico entenda. Assim, se um Garou tiver menos de três sucessos enquanto late uma frase como “Espirais Negras atacando”, ela pode ser distorcida em “pêlos-feios-saltando” ou “monstros-ruins-comendo”. Se a informação é útil ou não, apenas os Roedores de Ossos podem se beneficiar dela, compreendê-la ou analisá-la. A Corrente do Latido funciona em ambas as formas. Vira-latas e cães domésticos chateados são conhecidos por iniciar uma Corrente do Latido com informações triviais ou até mesmo inúteis. Para um Galliard, isso forma um contínuo barulho de fundo sempre que ele está em uma cidade durante a noite. O Narrador (não o jogador) pode pedir um teste de Percepção + Empatia com Animais para que o personagem compreenda o que os vira-latas estão uivando. Com um sucesso, o Garou pode discernir quais cães estão chateados, quais estão solitários e quais estão famintos. Três sucessos podem dar informações sobre os donos dos cachorros ou atividade na vizinhança. Cinco sucessos podem apontar um evento perigoso sobre o qual o personagem provavelmente quer ter informações.

Banquete dos Tolos: Praticamente toda cidade com uma grande população de Roedores de Ossos possui uma variação desse festival uma vez por ano. As tradições do Banquete são bem simples: a quantidade de respeito que um Garou recebe por seu posto é invertida. Por um dia, o mais baixo Roedor de Ossos pode viver com um rei e o mais nobre ancião pode ganhar algum respeito visitando subúrbios. (Traidores e criminosos não possuem tanta sorte, no entanto; alguém que traia sua tribo não será tratado como o salvador durante o Banquete). Alguns se referem ao novo regente como Príncipe dos Tolos, Rei dos Bobos ou mesmo o Sua Realeza Emporcalhada. Todos os Roedores de Ossos, incluindo a ralé, se juntam para eleger o novo rei. Nas maiores cidades, Ragabash e Galliards também tomam os lugares dos anciões das seitas da região, competindo para entrar na “corte” do novo rei. Os debates que se seguem são zombarias sarcásticas das ladainhas usuais da seita.


Última edição por enxame de ratos em Qui Maio 13, 2010 4:41 pm, editado 5 vez(es)
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 10, 2010 5:46 pm

pode contar com o andarilho Deus Veloz ^^
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Ter Maio 11, 2010 4:45 pm

Beaumont:

Era noite e a lua cheia era vista no céu. O Peregrino Silencioso estava simplesmente caminhando a esmo, quando o Dodge 69 laranja realizando uma manobra arriscada conduzido pelo Avô tribal Roedor de Ossos Philodox atrai seu olhar errante e o leva para onde está sendo realizado um racha. Na frente de uma oficina. A rua havia sido fechada e a oficina também. O carro desafiante parecia saído de uma cena do filme Velozes e Furiosos. Hip hop vinha da caixa de som de outro carro. Pizza e cerveja. O lugar estava lotado de observadores e uma bela mulher se destacava em meio a uma gangue. Surpreendentemente o carro dos anos 70 vence, mas quase desmonta ao atravessar a linha de chegada.

-- Pai, você tem que parar de fazer isso! É perigoso para os outros.

O Sentinela da Estrada passa por você ao ir pegar ferramentas para consertar o carro.

-- Ouça filhote, você pode me ajudar?

Ele te reconheceu como Garou. Apenas pega a caixa de ferramentas na oficina e te entrega. E carrega uma peça de amortecedor para consertar o carro. O Ancião parecia estar falando com o carro enquanto fazia os reparos:

-- Você tem certeza?

E ele fala com você novo:

-- Olha, o Coronel mandou eu te convidar. Amanhã vai ter uma partida de basquete na quadra aqui perto. E eu soube que você é um bom corredor. É só falar que você é convidado do Big Joe. E traga cerveja!

A Parente se aproxima:

-- É que a mãe Rato convocou Garou de todas as tribos para falar algo importante por um de seus mensageiros.


Última edição por enxame de ratos em Seg Maio 17, 2010 9:26 pm, editado 2 vez(es)
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Qua Maio 12, 2010 11:47 am

“ Pu** que P**iu mijaram na minha casa !!”

Deus Veloz estava sozinho aquela noite , havia se afastado de sua matilha por que precisava fazer algo importante , O alfa se lembra de um grande amigo roedor que pereceu pouco depois do rito de passagem para as criaturas da Weaver na umbra . Mesmo passado tanto tempo , o garou não podia esquecer aqueles que estiveram com ele no inicio .

Deus Veloz : - Boa sorte amigo Big Black , meu desejo é que renasça dos braços de Gaia como o mesmo que você era hehe !

Com a corrente do latido o peregrino pensava que a melhor forma de homenagear o amigo era no mínimo dizer alguns contos dos quais os dois haviam vivido juntos para os outros roedores da assembleia .

Já fazia um bom tempo que Deus Veloz caminhava , preferia ir de pé , já havia corrido muito na forma lupina e agora na cidade fazia uma caminhada simples na forma hominidea , procurava em meio aqueles predio o endereço certo mas não fazia tanta ideia de onde era

Deus Veloz : - Será que estou no caminho certo ?

Como se alguem respondesse sua propria duvida , um carro ano 69 passa em disparada proximo a ele , as roupas de Deus Veloz balançavam com a extrema força da inercia exercida pelo carro , tudo o que ele tinha tempo era de olhar a corrida , uma corrida que acabava quase tão rapido como havia começado , os dois carros eram mesmo muito rapidos porem o quase despencado era o que ganhava .

Ouça filhote, você pode me ajudar?


Deus Veloz segurava a caixa de ferramentas quase que por impulso , ainda não havia entendido a mensagem .

Deus Veloz: - huh ? Ehh , tudo bem sim senhor !

Olha, o Coronel mandou eu te convidar. Amanhã vai ter uma partida de basquete na quadra aqui perto. E eu soube que você é um bom corredor. É só falar que você é convidado do Big Joe. E traga cerveja!


Deus Veloz : - Afirmativo , eu estava a procura deste endereço mesmo , o local onde vai ser realizado o banquete , eu "tinha" um grande companheiro de matilha roedor de ossos . que iria gostar de me ver lá .

Parece que o destino havia ajudado o peregrino a achar o local .

É que a mãe Rato convocou Garou de todas as tribos para falar algo importante por um de seus mensageiros.

Deus Veloz : - Ficarei feliz em ajudar , Me chamo William Godspeed "Deus Veloz" . nde posso encontrar Big Joe ?
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Qua Maio 12, 2010 12:37 pm

O senhor termina de reparar o carro e com as mãos cheias de graxa lhe entrega uma cerveja.





-- Eu sou o Ancião Philodox Roedor de Ossos e Avô tribal Big Joe. E essa é a minha filha Shanon.





-- O carro que você está me ajudando a consertar é o totem de Sabedoria General Lee que minha matilha segue.


-- O Dogma é que como adoradores do General estamos consertando nosso carro interminavelmente. Como parte disso, ao menos um membro da matilha, no caso eu, deve ter ferramentas a mãos a todo tempo.


-- Há uma boa razão para isso: o espírito do totem da matilha vive no carro que nós cuidamos. Consertar o carro escolhido dá ao espírito do totem força espiritual. Para todos os aspectos práticos, o espírito é preso ao carro e só poderá ir onde o carro estiver. Todo dia, eu devo investir ao menos uma hora fazendo reparos, aprimoramentos e
modificações no santuário. Se a matilha deixar de fazer isso por um dia, o carro começa a se degradar e recebendo um ponto temporário de penalidade.


-- Foi o General Lee que me falou de você.





Deus Veloz : - Afirmativo , eu estava a procura deste endereço mesmo , o local onde vai ser realizado o banquete , eu "tinha" um grande companheiro de matilha roedor de ossos . que iria gostar de me ver lá .
Ele pega uma cerveja com uma expressão séria:
-- Você deve estár falando do Bigblack? O pai e a mãe dele estão ai.


Última edição por enxame de ratos em Ter Jun 29, 2010 3:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Qui Maio 13, 2010 12:00 pm

Deus Veloz observava ali , o apego do qual o homem tinha com o carro , certamete tinha um fundamento , não era um carro comum , mas sim um Totem . Deus Veloz Cumprimentava Shanon , a parente garou filha do roedor com o devid respeito

Deus Veloz : - Olá ! É um prazer conhece-la .

Como um soldado , Godspeed , colocava as mãos nas costas e escutava as palavras de Joe

Deus Veloz : - Humm , vocês são "filhos" de General Lee , estranho saber que o Totem General Lee estava prestando atenção em mim ... Vocês saberiam me dizer ?? Por que ele Olharia por um Peregrino Silencioso Caminhante ?? ... Obrigado hehe !

Deus Veloz pegava a cerveja , com um sorriso no rosto , já estava começando a ficar ligado as pessoas dali , os Roedores dali não eram como os deimais que julgavam Deus Veloz achando que tudo o que ele fazia era catar ratos para doar ao totem da coruja . Ele fazia a pergunta olhando em direção ao aglomerando tentando ver se via o pai e a mae de Big Black e talvez reconhece-los atraves dos traços do rosto , depois voltando a atenção para Joe esua filha .
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Qui Maio 13, 2010 1:13 pm

Você vê um homem mexicano que lembra o Bigblack.


.
E uma mulher mexicana:

- Olá ! É um prazer conhece-la .
Shanon:
-- O prazer é meu. Vou deixá-los agora rapazes. A gangue vai sair em busca de cerveja e comida para a Assembléia. E preciso acompanhá-los para garantir que ninguém saia machucado.

Detalhe: nenhuma loja está aberta agora.

- Humm , vocês são "filhos" de General Lee , estranho saber que o Totem General Lee estava prestando atenção em mim ... Vocês saberiam me dizer ?? Por que ele Olharia por um Peregrino Silencioso Caminhante ?? ... Obrigado hehe !

Big Joe:
-- Talvez seja por que o General não tenha medo de ser comido pela Coruja. Para o General você é como uma ovelha perdida. Está tão afastado do seu Totem tribal, a Coruja, quanto de qualquer Totem de matilha.
-- Eu sou do Campo Sentinela da Estrada e não conto essa história tão bem quanto minha companheira de matilha Corrente do Uivo. Você sabe o motivo do Dogma do Totem da Coruja?


Última edição por enxame de ratos em Qui Maio 20, 2010 12:19 pm, editado 1 vez(es)
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sex Maio 14, 2010 2:19 am

Deus Veloz Pensando : - "preciso acompanhá-los para garantir que ninguém saia machucado"

Deus Veloz estava em territorio de guangues , em outra ocasião ele não permitiria que Sharon prosseguisse com aquela ideia , se fosse o que Deus Veloz estava pensando ela iria roubar ou ajudar a roubar um dos estabelecimentos dos humanos , mas naquela noite , ele estava ali apenas para homenagear o amigo morto e não para bancar o "juiz" da meia lua e osoldado honrado . Mesmo assim ele ainda deixava escapar sua insatisfação .

Deus Veloz : - Hey... Ela não vai ... Ou vai ?

O peregrino se sentava no meio fio proximo a calçada , dando mais uma golada na cerveja .

Talvez seja por que o General não tenha medo de ser comido pela Coruja. Para o General você é como uma ovelha perdida. Está tão afastado do seu Totem tribal, a Coruja, quanto de qualquer Totem de matilha.

E era verdade , fazia muito tempo desde que Deus Veloz não se encontrava com outro peregrino , sua matilha era multi-tribal e nenhum deles seguia o totem da silenciosa e observadora coruja . Deus Veloz estava mesmo sem nenhum daqueles grandiosos espiritos para auxilia-lo .

Eu sou do Campo Sentinela da Estrada e não conto essa história tão bem quanto minha companheira de matilha Corrente do Uivo. Você sabe o motivo do Dogma do Totem da Coruja?

Deus Veloz : - Não mas posso fazer uma leve comparação com o alimentos das corujas ... Os ratos ! Já que estou aqui , por que não me conta ?!

Com mais uma golada na cerveja , e centado , o peregrino se envolvia cada vez mais na conversa amistosa entre o dois , caso Big joe precisasse de outra ferramente , William entregaria o auxiliando a cuidar d eGeneral Lee .
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Sex Maio 14, 2010 3:11 am

- Hey... Ela não vai ... Ou vai ?

Big Joe faz um sinal afirmativo com a cabeça e continua a beber a cerveja enquanto tenta trocar a peça do carro.

- Não mas posso fazer uma leve comparação com o alimentos das corujas ... Os ratos ! Já que estou aqui , por que não me conta ?!

-- Você pode me corrigir se eu estiver errado.

-- Quando ocorreu o Pacto em lugares onde as outras tribos eram mais fortes, os Roedores de Ossos permaneciam de cabeça baixa. Tome o Egito como exemplo: a terra natal dos Peregrinos Silenciosos. Vocês eram horrorosamente protetores de suas terras. Isso foi antes de vocês começarem a vagar o mundo, quando eram bem próximos dos seus Parentes. Contaram-me que vocês tinham alguns estranhos e poderosos aliados — múmias ou coisa do tipo — e não nos importávamos muito com esse tipo de aliança. Os Peregrinos tendem a manter segredo sobre essas coisas, provavelmente para cobrir o fato de que eles não entendem seu passado. Alguns caras lhe dirão que a nossa tribo também teve Parentes pelas redondezas, em nossa perdida terra natal. Deixe-me dizer uma coisa, quando alguém oferece alimentá-lo por uma boa história, você simplesmente contará alguma coisa. As mesmas lendas falam sobre uma grande maldição que forçou os Garou a deixarem essa parte do mundo. Ninguém atravessava o norte da África sem o conhecimento dos Peregrinos. Mas se você passava a Primeira Mudança por lá, e seu sangue não fosse suficientemente puro para tornar-se um guerreiro de Khem, então o protetorado não o queria. Estranhamente, recrutamos muitos irmãos e irmãs dos Garou que fugiram. O que leva a história de como um faraó egípcio forçou o primeiro grande Êxodo...

-- A minha tribo vem do mundo inteiro, mas antes do Pacto, nossa tribo teve um lar. Desde o início dos tempos, a maior reunião de Roedores de Ossos era no norte da África. Talvez esses Garou não fossem formalmente uma tribo ainda, mas nessa parte do mundo havia dúzias de seitas de Roedores de Ossos, bem antes de Khem ou Cartago, ou do Pacto. E isso era bem antes de qualquer um nos ultrajar como uma tribo de carniceiros perdedores. Tínhamos cultura. Tínhamos orgulho. A única coisa que não tínhamos era lobos suficientes, então éramos uma tribo “hominídea”. E assim, como era esperado, os outros Garou nos odiavam por isso também. Desde então, nossos Parentes se espalharam pelo mundo, deixando crianças bastardas, mas se não tivéssemos perdido nossa linhagem, poderíamos traçá-la aqui agora, até nossas terras natais.

-- Párias pelo mundo inteiro sabem sobre a Mãe Rato e, mesmo durante o Impergium, havia muitos Garou com uma afinidade aos ratos, o totem do Rato, e seus filhos bestiais, os Ratkin. Mas negligenciamos os verdadeiros totens. Houve uma época em que corríamos com outros carniceiros — chacais, corvos e hienas — então, falávamos com seus totens. Irmãos e irmãs, após o Pacto, tivemos poderosos vizinhos ao leste: os Peregrinos Silenciosos.

-- Vocês podem ter nos menosprezado, uma vez que nos alimentávamos dos mortos para sobreviver, mas nos demos bem o suficiente. Nossos primos ao leste tinham seu próprio panteão de totens, Incarnae ligados aos deuses egípcios. Você deve saber contar melhor do que eu sobre as antigas histórias sobre Anúbis, Hórus e até sobre o velho réptil Sebek.

-- Era uma época de deuses, homens que andavam como deuses. Falo sobre os dois imortais que andaram entre eles. Set e Osíris. Chupadores de sangue. Pervertidos. Sanguessugas. Vampiros de pele pálida, andarilhos da noite e sugadores de sangue. Os Peregrinos tiveram uma guerra sagrada contra Set. Veja, ele tomou posse de todo o norte do Egito e, como parte disto, criou toda uma “linhagem” de lacaios morto-vivos para ajudá-lo a manter essa posse. E, então, havia seu papai, Apophis, o Corruptor, que fedia a Wyrm, e deixava o fedor da Serpente onde quer que ajudasse Set em sua cruzada profana. Todo o reino sofria de náuseas com o fedor de corrupção da Wyrm e, então, os Peregrinos continuavam caçando os filhos de Set dia após dia.

-- Você talvez esteja se perguntando o que isto tem a ver conosco, portanto vou direto ao ponto.

-- Sempre que os Peregrinos tinham seus traseiros chutados, ficavam suficientemente desesperados para vir a nós pedir por ajuda. Enviavam um de seus rápidos mensageiros com um convite realmente gentil para ajudá-los a combater a Wyrm.

-- Quando vivíamos na mata, os Roedores de Ossos também seguiam deuses antigos e antigas tradições — tradições que foram esquecidas, e tradições que estão retornando. Os totens carniceiros dirigiram-nos à carniça, vigiaram-nos e protegeram-nos. Deixamos nossos sacrifícios de carne e osso a seus espíritos guardiões. Na África, o Chacal tinha poder. Em qualquer caern tribal, você podia ter quase certeza que o líder da seita seguia o Chacal, enquanto que os anciões abaixavam suas cabeças dando bênçãos ao Corvo. Os Ragabash faziam seus pactos com a Hiena e o povo que se reunia para se alimentar seguia as tradições do Rato. Afinal, o Rato é adorado em toda parte. Quando os Peregrinos Silenciosos estavam suficientemente desesperados para implorar aos outros Garou por ajuda — ou ainda pior, os Roedores de Ossos — a maioria respondeu como era de se esperar. Os filhos do Chacal deliraram com o benefício de uma guerra contra a Wyrm, desde que outro grupo desse o primeiro golpe e ficasse na frente. Os filhos do Corvo estavam contentes de seguir os líderes da tribo, contanto que suprisse suas necessidades. Os filhos da Hiena apenas riram do destino dos pobres Peregrinos.

-- E a ninhada do Rato? Os filhos da Mamãe Rato se mantiveram fora de toda a bagunça. Mesmo muito antes, sabíamos o placar. As pessoas vinham a nós por ajuda e, quando a tinham, elas casualmente pensavam em nos ferrar depois. Essa é a história de nossa gente. Essa é toda nossa história, bem aqui. Brigaremos entre nós quando as coisas ficarem ruins — quando você não puder confiar em ninguém que não você mesmo — mas temos boas razões para termos sempre uma pulga atrás da orelha. Apóie sua tribo, confie em seu alfa e vocês não terão que passar pelo que os filhos do Chacal passaram. Mas, de qualquer maneira, lá estávamos nós. Lá estavam os Peregrinos, curvando-se efusivamente em frente a nossas seitas e pedindo por nossa ajuda. Era um lindo gesto, querendo que os Roedores sacrificassem suas vidas pela pequena cruzada dos Peregrinos, mas havia alguns probleminhas. Primeiro, os Roedores não eram tão organizado quanto às outras tribos — nunca foram, e nunca serão. A tribo tratava a todos como mais ou menos iguais, apesar das diferenças religiosas. Uma vez que vivíamos como carniceiros, nossos protetorados eram suficientemente grandes onde podíamos vaguear. As seitas continuavam se movendo onde quer que houvesse comida. Do mesmo modo, muitos dos Garou numa seita nunca estiveram próximos ao coração do caern mais próximo.


-- Soa familiar?

-- A tribo está do mesmo jeito hoje em dia. E ainda que pudéssemos ter chamado toda nossa parentela para ajudar aqui e ali, você pode mesmo culpar os filhos do Rato por não responderem ao chamado?

-- Quero dizer, lutar contra a Wyrm é uma causa nobre, mas falamos sobre uma luta contra um deus. Set era um imortal, um babaca tipo “arranca-seu-coração-e-te-sacrifica-para-os-lordes-da-escuridão” filho da puta. Então adicione uma segunda razão para os filhos do Rato não se envolverem: eles não eram estúpidos. Os filhos do Chacal viram as coisas de outra forma. Alguns dos Peregrinos seguiam o Chacal também. Eles apenas o conheciam como um outro aspecto: O cabeça-de-chacal Anúbis. Em nossa tribo, os filhos do Chacal eram os diversos que vigiavam nossos caerns, então eles ao menos ouviram o suficiente para entender o ponto de vista dos Peregrinos. Os Galliards Peregrinos contaram histórias sobre Ptah trazendo a força da Wyld para o mundo, sobre o Modelador e Maat e sua obsessão pela justiça, e Apophis, o Corruptor, a ferramenta da Wyrm. Deu um pouco de trabalho, mas alguns dos Chacais ficaram convencidos da idéia de seu totem estar em toda essa história. Mais importante, os ambiciosos filhos do Chacal viram uma maneira de ganhar novamente seu respeito, então lutaram ao lado dos Peregrinos.

-- E adivinhe só? Vocês perderam. Grande coisa.

-- Os Peregrinos não estavam indo tão bem e, quando não puderam ter ajuda de Roedores suficientes, eles perderam. Set jogou tudo o que tinha nos Peregrinos e eles perderam Khem para sempre. Ele espalhou sua corrupção conforme o reino do Egito descendia na escuridão e os Peregrinos fugiram com os rabos entre as pernas. Olhe e veja se vocês não estão correndo desde então. Set amaldiçoou toda a pobre tribo, cortando seus laços com seus ancestrais, sua terra natal, tudo. Há uma lição nisso tudo. Do modo que vejo, não podemos dar as costas por completo às outras tribos. Porque uma vez que as forças da escuridão consumiram Khem, elas começaram a se estender para a costa norte da África. Os Ajaba ficaram para trás e viram o que aconteceu a eles!

-- Ajaba? Já ouviu falar neles? Metamorfos hienas? Claro que não.

-- Vou continuar. Em relação aos Roedores de Ossos, os seguidores do Chacal levaram a pior. Seus filhos sofreram da mesma maldição que atingiu os Peregrinos. Do modo que eu ouvi, parece que o sangue do Chacal em nossas veias nos amaldiçoou desde então. O Corvo se escondeu atrás do Chacal, sabendo que seu irmão precisaria dele... e se o Chacal sofresse demais, o Corvo se beneficiaria de igual maneira. A ninhada da Hiena riu de seus irmãos e irmãs por fazerem tamanha idiotice.

-- E o Rato? A ninhada do Rato sobreviveu a toda bagunça, pois o Rato, acima de tudo, sobrevive. Vou admitir, nossa tribo foi culpada por um monte de merda que não foi nossa culpa. Quando perdemos nossa terra natal, alguns amaldiçoaram os filhos do Rato pela sua covardia, outros culparam a ninhada do Chacal por sua idiotice e, por todo lugar, a tribo sofreu com a vergonha. Mesmo se não traçamos nossa linhagem de volta até o Chacal, aqueles que carregarem o sangue do Chacal não terão nada a não ser má sorte desde então. Mesmo os Roedores de Ossos tomam cuidado com aqueles que seguem o Chacal. Você não ouve muito sobre ele. Não ouve mais sobre Hienas. Mas sei quantos de vocês já ouviram falar do poder e da glória do Rato.

-- A propósito, aquele não foi exatamente o fim da história. É óbvio que os filhos do Rato fizeram a escolha certa, mas naquela época, os vocês não pensavam assim. Vocês estavam putos com os filhos do Rato por fazerem tudo aquilo enquanto seu mundo acabava e os totens tribais dos Peregrinos também não estavam muito agradecidos. Quando Khem caiu, os totens egípcios começaram a perder força. A Coruja, por outro lado, crescia cada vez mais forte e ela guiou seus filhos em segurança.


-- Os Peregrinos se espalharam pelo mundo, chamando pela Coruja como guia na noite. Os filhos da Coruja correram de sua casa, correram de seu passado e correram de seus verdadeiros totens e seus antigos modos. A Coruja não estava muito feliz com o Rato e seus filhos, os pequenos Roedores de Ossos. Desde então, a Coruja e o Rato tem um ódio feroz entre si. A Coruja quis um pouco de vingança: Daquele tempo em diante, a Coruja pede aos Garou que a seguem, deixar um pequeno sacrifício para cada lua que passa. E desde aquela época, Peregrinos tem capturado ratos, camundongos e todos os tipos de roedores, deixando-os incapacitados para os servos espirituais da Coruja. As coisas não mudaram muito desde então.


-- Não há como um filho do Rato ao menos ajudar um seguidor da Coruja e os filhos da Coruja sabem que não devem pedir por ajuda aos filhos do Rato. Bem, alguns dos Peregrinos que escaparam de Khem não se esqueceram das velhas tradições. Eles não ligam para a rivalidade entre a Coruja e o Rato, então eles viajaram entre nós por um tempo. Os seguidores de Anúbis, Íbis e Sebek se encontraram lutando ao lado dos filhos do Chacal, do Corvo e da Hiena. E como se esperava, lutam contra a mesma maldição.

O Big Joe gastou uma hora em um teste de Raciocínio 5 + Ofícios 3(dificuldade 6). O totem General Lee lhe dá 2 pontos de ofício na especialidade Reparos. Consertar um carro enguiçado numero de sucessos necessários 5.
10 dados. Resultado = 2, 10, 2, 7, 8, 8, 5, 1 ,4, 4, 10, 5. 5 sucessos.
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Wolverine Heart em Sab Maio 15, 2010 6:48 am

Era uma noite fria,uma leve garoa cai,a neblina tomava conta da rua e Duncan estava sem sono,resolveu pegar seu "sobre-tudo" e ir caminhar a final o clima friu lembrava a Irlanda. Duncan vai até um mercado proximo ao hotel que estava hospedado, e compra uma garrafa de Wisck,antes de pergunta ao senhor que o atendeu:
--O senhor podia me dar uma informação? A noite esta cidade é violenta?tem algun lugar especifico mais perigoso?
O senhor fica meio encabulado com a pergunta mas responde com a sua voz tremida:
-- Se o senhor andar mais 6 quarteiroes para baixo, vas chegar em um dos Ghetos da cidade, mas la é muito perigoso e esse horario as gangues estão por todo lado, é um lugar muito perigoso.
Duncan agradece pela informação, larga duas notas em cima do balcão, pega sua garrafa, cobre sua cabeça com capuz de seu casaco, e sai sem olhar para tras, vai andando em direção a tau região perigosa, tomando fortes goles de seu wisck.

Duncan apesar de ser um cara novo,pensava e agia como um velho, pelo fato de passar muito tempo com seu avo, ele era do tipo que quando algo o incomodava, sai para andar sem direção, pelos becos escuros, onde o submundo da cidade está ativa, pensando na vida e esperando algo acontencer.
Duncan da um leve sorriso, como se tivese coversando consigo mesmo"Tomara que esse lugar seja barra pesada mesmo como o velhote la tras me disse, espero que alguem tente me assaltar.. hehehe.."O fato de estar de madrugada e uma neblina de não se enchergar nada,não o incomodava, ele simplismente impinava sua garrafa e continuava andando gheto a dentro.
avatar
Wolverine Heart
Admin
Admin

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sab Maio 15, 2010 12:44 pm

Deus Veloz pensando : - Então os roedores também foram obrigados a deixar a sua terra natal e vagar pelo mundo , como nós... é estranho mas nossas historias se assemelham nesse sentido ...

Deus Veloz : - Seu conhecimento sobre o “campo de batalha” e nossas lutas passadas é realmente vasto , Ancião ! Parece conhecer até mesmo a origem dos espadas da noite e a vingança deles pelo amaldiçoados cainitas em sua própria guerra que dura até hoje ...

-- Soa familiar?

Um sorriso transparecia no rosto de Deus Veloz , sim soava famailiar , até hoje , os roedores de ossos possuiam a mesma reputação , mas para ele aquilo não fazia muita diferença .

-- A tribo está do mesmo jeito hoje em dia. E ainda que pudéssemos ter chamado toda nossa parentela para ajudar aqui e ali, você pode mesmo culpar os filhos do Rato por não responderem ao chamado?

O tempo todo Big Joe , afirmava que enfrentar um deus era uma batalha perdida , talvez estivesse certo , Deus Veloz não estava lá para poder provar ao contrario , na verdade , sequer ainda havia encontrado com um Seguidor de Set na sua vida . Quem sabe isso ficasse apenas para uma desavença futura ...

Deus Veloz perdia quase uma hora apenas empolgado a escutar o conto mirabolante de Big Joe . Realmente o conhecimento dele era maravilhoso , o garou escutava atento e bem receptivo enquanto ajudava o Ancião a terminar os reparos do carro .

Deus Veloz Pensando : - Será que tudo que ele é redimir o erro de seus antepassados ? Não, foram culpa deles , essa guerra não era deles , eles levaram a culpa por algo que sequer precisavam ter se metido ,

Deus Veloz : - Meus ancestrais recorreram a sua linhagem em pedido de ajuda , não vejo por que não oferecer a minha de igual proporção , sou um soldado , peregrino , posso ajudar . Não me importa o que o espírito Totêmico da coruja e seus seguidores pensam , nunca imaginei , que os sacrifícios usados e a caça exarcebada de ratos fosse por vingança e não apenas para alimentar a fome .

Deus Veloz era um Juiz , um Philadox , era obvio que ele não iria simplesmente condenar Big Joe pelo o que ele dizia , dilacerando os peregrinos como se fossem os vilões da historia , com vingança de uma tribo que na quis ajudados em sua totalidade . Os roedores tinham seus motivos , e não eram obrigados a ajudar se não quisessem .

(Deus Veloz usa o dom , Verdade de Gaia para saber apenas se Big Joe falava era verdade ou tentava enganar Deus Veloz para se sentir culpado . ) (empatia 0 + inteligência 4)

Deus Veloz : - é... Acho que ficou bom !!Sinto por não ter ajudado mais , meu conhecimento sobre auto-mecânica é baixo , sou um ex membro da infantaria e não de maquinas , mas o Sr fez um bom trabalho na minha opinião Sr . Onde coloco a caixa ?

Deus Veloz entregava a maleta que usava apara ajudar o ancião em sua manutenção do totem General Lee .

Deus Veloz - Sabe minha opinião a respeito do nossa historia , tive um amigo roedor no passado , e terei mais um caso queira ,
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Seg Maio 17, 2010 6:23 am

Wolverine Heart

Duncan anda os seis quarteiroes enquanto bebe sua garrafa de Wisck embalada por um saco de papel que veio junto da garrafa. Os Guetos da Cidade não possuem iluminação pública suficiente. O que deixa a lua cheia mais visível. Diferente da Zona Central as lojas da Zona Baixa já estão fechadas. O Fianna é o único andando na rua. E vê uma van com pintura floral a toda velocidade estaciona na frente de uma distribuidora de bebidas fechada. Dela sai uma Guangue com sete homens e uma mulher equipados com armas de fogo. Eles te ignoram, ou simplesmente não te viram do outro lado da rua. Arrombam a entrada com um pé de cabra e começam a retirar caixas de bebida da loja.



Sharon: Vamos logo com isso antes que alguem chegue. A grana tá curta e o “Raio Branco” preparado pelos Caipiras é muito forte até mesmo para um Fianna. E se nós tivermos apenas isso para beber eu não quero nem pensar na ressaca de amanhã.

Você reconhece imediatamente na garota líder da Guangue um Amuleto do Parentesco com o grifo da tribo dos Roedores de Ossos gravado nele. É um Fetiche que te diz imediatamente que ela é uma Parente digna de nota. Mas que tambem pode ser detectado por magos e espíritos, além de Dançarinos da Espiral Negra. Tem a aparencia de uma bijoteria.

Beaumont



Você ouve um uivo que se assemelhava muito a um latido emitido da direção da quadra de basquete por uma voz feminina.

Dom Verdade de Gaia Inteligencia 4 + Empatia 0 = 4 dados. Dificuldade igual a Manipulação 3 + Lábia 3 = 6 de Big Joe.
7, 6, 5, 8 = 3 sucessos.

O Big Joe acha que esta dizendo a verdade. Ou por ser verdade ou por ter sido ensinado assim.
Você se lembra que Roedores de Ossos não podem entrar em contato com seus ancestrais.
Mas pensando bem o tom dele não é de alguém que quer que você se sinta culpado.
Ele, como Philodox, apenas quer te mostrar um ponto de vista diferente.

Deus Veloz : - é... Acho que ficou bom !!Sinto por não ter ajudado mais , meu conhecimento sobre auto-mecânica é baixo , sou um ex membro da infantaria e não de maquinas , mas o Sr fez um bom trabalho na minha opinião Sr . Onde coloco a caixa ?

Big Joe: Pode colocar a caixa de ferramentas naquela estante enferrujada da oficina.

Deus Veloz - Sabe minha opinião a respeito de nossa historia , tive um amigo roedor no passado , e terei mais um caso queira.

Big Joe: Valeu garoto! A Galiard está nos chamando para as Declamações e Testemunhos. Se quizer participar você podera contar histórias sobre o seu amigo.

-- Em assembléias tribais, diferentes augúrios possuem diferentes atividades tribais.

-- Quando o Ahroun conduz uma assembléia, os Garou normalmente saem para caçar: perseguindo espíritos na Umbra ou rastreando crias da Wyrm no mundo físico.

-- Os Theurges conduzem rituais tribais escondidos de outros lobisomens.

-- Os Ragabash organizam todos em jogos e diversões.

-- E, quando os Galliards não estão em performances no palco ou em festins musicais nas assembléias tribais, eles convidam seus espectadores a ouvirem histórias que relatam seus problemas atuais, recitando a história de um protetorado tribal ou da seita mais próxima. Uma Declamação é uma versão elaborada dessa tradição de narrar. O Galliard mais antigo inicia, mas ele espera que outros Garou entrem na narrativa, a medida que os espíritos os possuem. Qualquer Garou conhecido por seu talento de criar contos ou seu dom como narrador de histórias (isso é, com Expressão ou Performance) podem ser chamados para participar, independente de seu augúrio. O Galliard mais antigo dá o tom para a noite, escolhendo um assunto, como grandes batalhas, heróis renomados ou, se muitos cliaths estiverem presentes, a história da tribo. Tradicionalmente, os anciões pregaram a história para seus filhotes nos anos passados — afinal, era uma garantia certa de que o filhote se uniria à mesma tribo que sua mãe ou pai Garou. Os anciões ensinavam os filhotes sobre a história tribal antes de seu Ritual de Passagem ou doutrinava-os nos planos da tribo, mas ao longo do caminho, muita parte da verdade e da perspectiva se perdia. A medida que mais e mais filhotes começavam a desafiar suas linhagens e destinos, pedindo a diferentes tribos para que os adotasse, eles ficaram sem o aprendizado apropriado sobre sua herança tribal — por isso a necessidade pelas Declamações.

-- As outras tribos têm tradições elaboradas de etiqueta e protocolo para conduzir uma Declamação. A maioria é cuidadosamente planejada com antecedência.

-- Os Fenrir normalmente têm de fitar e rosnar para um antipático Galliard para chamar a atenção deste para si, enquanto os Presas de Prata não ousariam interromper um Garou de mais renome.

-- Em uma Declamação dos Roedores de Ossos, por outro lado, qualquer um pode interromper uma Declamação a qualquer momento, independente de seu posto ou renome. Até mesmo um ancião que é respeitado por toda uma vida de conquistas pode ser interrompido por um cliath recém saído de seu Ritual de Passagem. Os Testemunhos são uma variante dessa tradição cultural, normalmente baseada em conhecimento ou lenda. Por exemplo, se um Roedor de Ossos está tendo problemas com um vampiro local, é pedido aos seguidores da tribo para testemunhar o que sabem sobre os Sanguessugas. Isso não é apenas um meio rápido dos filhotes aprenderem sobre o sobrenatural, mas uma boa fonte de diversão nas longas e frias noites. O Galliard mais velho ainda inicia o Testemunho da noite, mas os Theurges Roedores de Ossos são conhecidos por dar um certo espírito no evento, estimulando todos a dividir o que sabem (“Testemunhe, irmão!”). Algumas outras sociedades sobrenaturais com histórias orais e lendas urbanas compartilham as mesmas tradições.

-- Vampiros Nosferatu possuem reuniões similares, as chamadas “Hostes”.

-- Os seguidores do Deus Rato podem ser convidados a uma Declamação Ratkin, uma cautelosa reunião onde homens-ratos trocam histórias através DE equilibradas regras de permuta. Não importa quem esteja envolvido, a maioria dos Roedores de Ossos prefere ásperas declamações a uma reunião mais tradicional. A chance de dividir o que você tem com a comunidade é muito mais divertida do que ouvir um ancião dizer, “Ouça, filhote!”.
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Ter Maio 18, 2010 2:03 am

Se para Big Joe aquilo era a verdade, ele havia realmente ganho uma certa consideração com o Garou peregrino , Big Joe dizia o que pensava e não falava aquilo apenas para convencer Deus Veloz a fazer algo por ele . Se aquilo era a verdade ou não apenas o futuro responderia para Deus Veloz . A partir de então Deus Veloz já despertav auma grande confiança em Big Joe .

Big Joe: Valeu garoto! A Galiard está nos chamando para as Declamações e Testemunhos. Se quizer participar você podera contar histórias sobre o seu amigo.
Deus Veloz caminhava para juntamente com Big Joe , escutava suas historias , como se escutasse de um Galliard Trovador , estava empoldado em saber o que Big Joe sabia sobre , os Roedores , sobre a sua cultura ,o Peregrina sabia muito pouco sobre os roedores, tudo que sabia eram apenas poucas historia e o que Big Black contava sobre as bebedeiras até altas horas , até se acabarem , parecia que o peregrino havia despertado a confiança do ancião antes mesmo de acontecer ao contrario . eles caminhavam até o local da assembleia , estava ali justamente para aquilo , sua intenção era , fazer valer a lembrança de seu amigo garou Roedor .

Deus Veloz : - Sim eu irei ! ( se referindo ao conto que iria contar na assembleia ) Gostaria de falar um pouco com os pais de Big Black se tiver uma chance . Obrigado por tudo ! Por tudo mesmo , vocês são bastante hospitaleiros .

Deus Veloz apertava a mão do Ancião seguindo em direção aos pais de Big Black para cumprimenta-los , contaria que estava ali para falar sobre seu filho em uma memoria postuma , contaria historias sobre ele e Big Black pouco depois de seu rito de passagem .
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Wolverine Heart em Ter Maio 18, 2010 2:35 am

Duncan ia desendo a rua tranquilamente pelo breu, e derrepente uma van do nada estaciona, um bando de moleques liderado por uma menininha, arrobam uma loja de bebidas e começam a roubar engradados de bebidas,Duncan se para do outro lado da rua e começa analisar e derrepente a menina que parecia ser a lider fala em tom alto:

Vamos logo com isso antes que alguem chegue. A grana tá curta e o “Raio Branco” preparado pelos Caipiras é muito forte até mesmo para um Fianna. E se nós tivermos apenas isso para beber eu não quero nem pensar na ressaca de amanhã.

Duncan indentifica a menina como uma patente,fala em um tom claro e com a voz grossa:
-- Ei guria... axo que você fala d+.. ninguem te ensinou nada a respeito do véu? e não adianta me olha com essa cara.. não estou com paciencia..
Duncan da um gole na sua garrafa e fica olhando para o bando, com uma cara amarrada.
avatar
Wolverine Heart
Admin
Admin

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Shirou Assamia em Qua Maio 19, 2010 2:48 am

-Posso participar

Off: não sabia como cgehar XD


Ficha de Salto-Feroz

ação Fala "pensamento" ação destacada
avatar
Shirou Assamia
Cria de Fenrir
Cria de Fenrir

Mensagens : 451
Data de inscrição : 11/07/2009
Idade : 31
Localização : Algum lugar do Brasil

Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Main#FullProfile.aspx?pcy=0&

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Qua Maio 19, 2010 2:53 am

Shirou você pode sim! Very Happy

Shirou

Os lobos não sofreram no Impergium; assim, eles não experimentam o Delírio, como os humanos fazem. Mas a maioria dos lobos foge de um Garou em Crinos, simplesmente devido a um puro instinto de sobrevivência.

Uma Parente Lupino de Vancouver está sob a proteção da Águia Negra, uma equipe de mercenários de Elite de Parentes de Cria de Fenris. Mas Parentes Lupinos e Parentes Hominídeos precisam de tradutores Garou para conseguirem se cominicar.

É inverno. Ela, Victor Khun e uma alcatéia de mais quatro lobos comuns passaram a tarde caçando uma presa maior nos arredores da cidade.

Percepção 3 + Instinto Primitivo 4 (caçando na forma Lupina). Dificuldade 8. Sete dados com especialização.
Primeira hora:4,6,10,7,3,7,7,7(Um sucesso).
Segunda hora:5,6,6,2,5,6,8 (um sucesso).
Terceira hora:4,8,8,10,10,4,9,8,5 (seis sucessos).
Quarta hora:5,8,3,6,10,8,8,3 (4 sucessos).
Consegue alimento suficiente para uma refeição farta para os seis lobos.

Apesar de não se lembrar de muita coisa antes e depois de sua primeira mudança (defeito aminésia), Garra de Ferir tem um flash backs sobre quando era filhote e uma velha loba falava com ele:
-- Você deve deixar claro para aqueles que valorizam suas vidas, para nunca se desentenderem com um Parente dos Fenris. Não só seu irmãos, irmãs e pais virão até ele, como farão seus primos, tios, tias e avós, humanos, lobos e Garou.





Você vê lampejos enevoados de cenas do passado distante sobre Seu ancestral Fúria de Fenrir e uma arma fetiche, o Martelo de Ferro, na Umbra.



Antecedente vida passada dificuldade 8 (ancestral Fúria de Fenrir) -2 (qualidade aliado ancestral)=6. Um dado = 8. Um sucesso.

A chegada da noite de Lua cheia o faz sofrer uma transformação forçada da forma Lupina para a forma Humana (defeito transformação forçada). Que irá durar até o nascer do sol(a qualidade multimetamorfo continua funcionando).





Lobos tem dificuldade em mentir e a loba branca acaba te dizendo:
-- Respeitamos a tua força mas não gostamos quando você aparece em duas pernas.

Você não gostava de ficar na cidade. Ouve um uivo de abertura de assembléia e se lembra que o Willian deus-veloz iria para uma assembléia fora do caern que seria realizada na Zona Baixa da Cidade.

Wolverine Heart
Fianna Fáil - The Republican Party (Soldados da Irlanda - Partido Republicano) é o maior partido político da República da Irlanda. Foi criado inicialmente como um partido radical, sensivelmente de centro-esquerda, no início do século XX. Tornou-se entretanto um partido do regime estabelecido, com influência dominante no governo e na vida política da irlanda desde a década de 1930. Tem sido o maior partido no Dáil Éireann desde 1932 e formou o governo sete vezes desde que a República da Irlanda alcançou a independência em 1921. No Parlamento Europeu o Fianna Fáil é membro da União para a Europa das Nações, embora as posições ideológicas de centro-direita desse grupo tenham sido por vezes criticadas pelo partido irlandês. A direcção do partido tem tentado que os seus deputados se juntem à Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa no Parlamento Europeu, tal como já se verifica no Conselho da Europa. O líder do Fianna Fáil é Bertie Ahern, o qual é também Taoiseach.
-- Ei guria... axo que você fala d+.. ninguem te ensinou nada a respeito do véu? e não adianta me olha com essa cara.. não estou com paciencia..
Quando você pronuncia essas palavas apenas a Parente e um outro membro da gangue estão do lado de fora da loja. Nesse momento você vê a aproximação de um estranho homem que ao tocar no ombro da Parente a manda ao chão e a agarra.



Vindo da estação do metrô um outro homem com trajes caipiras típicos dos Estados Unidos carregando um violão e um banjo se aproxima tocando Dueling Banjos.


Beaumont

Deus Veloz : - Sim eu irei ! ( se referindo ao conto que iria contar na assembleia ) Gostaria de falar um pouco com os pais de Big Black se tiver uma chance . Obrigado por tudo ! Por tudo mesmo , vocês são bastante hospitaleiros . ..

Big Joe te chama e se aproxima de um casal.



.

-- William Godspeed "Deus Veloz" Esses são Miguel Angel e Maria Guadalupe, o pai e a mãe do Juan Abençoado por Gaia Big Black.

E vocês caminham juntos até a quadra. O trajeto até a quadra está repleto de lixo, pichações, animais mortos e sinais podem convencer um humano comum que existem algumas ruas escuras pelas quais ele não quer passar. E algumas paredes e calçadas fedem a urina. Além de pichações, vandalismo, vidro quebrado, sinais de violência e marcas similares de podridão urbana. Um mendigo fica de guarda dentro de uma caixa de papelão. Quando ele os deixa passar a sensação de mal estar diminui consideravelmente.


Última edição por enxame de ratos em Sex Set 10, 2010 3:16 am, editado 1 vez(es)
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Shirou Assamia em Qui Maio 20, 2010 10:10 pm

Apesar de não se lembrar de muita coisa antes e depois de sua primeira mudança (defeito aminésia), Garra de Ferir tem um flash backs sobre quando era filhote e uma velha loba falava com ele:
-- Você deve deixar claro para aqueles que valorizam suas vidas, para nunca se desentenderem com um Parente dos Fenris. Não só seu irmãos, irmãs e pais virão até ele, como farão seus primos, tios, tias e avós, humanos, lobos e Garou.

Victor por um instante via alguém de seu passado, poderia ser algum parente lhe dizendo palavras sabias ele ficava um pouco confuso no momento mais logo entendia que naquele momento ele via uma loba sabia que dividia sua sabedoria com ele pois via nele um futuro guerreiro valorozo, Victor então ficava com uma expressão levemente alegre onde aparecia um sorriso discreto no lado direito de sua face, e seu espirito se enchia de fervor para voltar a lutar por Gaia e tentar reencontrar a sua história e talvez algum de seus parentes, ele se deixava levar pela emoção que sentia naquele momento ao se lembrar desta passagem de sua infância e logo tinha uma surpresa
Você vê lampejos enevoados de cenas do passado distante sobre Seu ancestral Fúria de Fenrir e uma arma fetiche, o Martelo de Ferro, na Umbra.

Ele tinha uma visão um pouco enevoada, mais conseguia vê uma figura que el não reconhecia mas que lhe era familiar e esta figura tinha uma Martelo de Ferro ele logo percebia que aquilo se tratava de um presagio mais não o compreendia com clareza "Do que será que essa visão se trata? Acho que devo procurar algum garou sabia para me ajudar a compreender está visão ela pode está a me revelar algo importante para a minha jornada na defesa de Gaia"
Victor logo tinha em mente o que iria fazer para saber sobre essa visão e que ele não poderia ignorar pois ele jamais tinha tido algo assim pelo menos não que ele lembra-se, a noite caia e a lua o transformava ele estava na mata onde ele havia vivido toda a sua vida e que era o lugar onde ele se sentia tranquilo os primeiros momentos em que Luna surgia no céu o faziam mudar logo victor que estava em sua forma lupus mudava ele era forçado pela energia que Luna emanava sobre ele a passar para a forma humana algo que o deixava um pouco desconfortavel e que fazia com que seus companheiros lobos o olhassem com um pouco de desconforto


Lobos tem dificuldade em mentir e a loba branca acaba te dizendo:
-- Respeitamos a tua força mas não gostamos quando você aparece em duas pernas.
- Me desculpe é que a força de Luna quando está cheia me faz passar para esse estado, mais eu estarei voltando a forma de lobo pois me sinto melhor quando estou sob ela
Victor logo voltava a sua formo lupus (qualidade metamorfo) e uivava para Luna demonstrando a sua alegria pela companhia de seus irmãos e pelo presente de ter visto algo de seu passado, Victor logo ouve um uivo forte que indicava o inicio da Assembleia e lhe vinha a memoria que Deus-Veloz estava nessa assembleia e que provavelmente lá teria alguém que poderia lhe ajudar a saber o real significado de sua visão Victor olhava para a Loba Branca

- Nesse momento precisam de minha presença em outro local, os garous precisam de mim e eu preciso conversa com eles sobre algo que me foi revelado sob a forma de uma visão enevoada, mais em breve retornarei

Victor dava um ultimo uivo de despedida e se colocava a correr pela mata em direção a Assembleia, ao se aproximar da saida da mata cerca de 10 ou 15 metros antes de sair ele voltava para a forma humana.


Ficha de Salto-Feroz

ação Fala "pensamento" ação destacada
avatar
Shirou Assamia
Cria de Fenrir
Cria de Fenrir

Mensagens : 451
Data de inscrição : 11/07/2009
Idade : 31
Localização : Algum lugar do Brasil

Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Main#FullProfile.aspx?pcy=0&

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Wolverine Heart em Sex Maio 21, 2010 1:06 am

Duncan tinha acabado de pronunciar suas palavras e ia andando em direção a moça, quando sai do beco ao lado um estranho que derruba a moça que estava destraida olhando para o Sombra,"Merda!! da onde esse cara apareçeu", fica estatico no meio da rua, olhando para oque estava acontensendo "Ela é uma parente, precisa de ajuda...vou fatiar esse imbecil "

--RhhhrrRRrraa!!

A garrafa que estava em suas mãos estora no chão.. Sombra muda para forma Crinos em segundos,e parte para cima do estranho em um piscar de olhos, desfere uma mordida por tras no pescoço e o arremeça para o lado(para tirar ele de cima dela)antes de ele tocar ao chão, sombra desfere uma patada violenta.


Off: Obs: Gastando dois pontos de furia, um para mudar de forma rapidamente, e outro para desferir o ataque extra.
avatar
Wolverine Heart
Admin
Admin

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sex Maio 21, 2010 1:33 am

O lugar da assembleia não era agraciado por requinte ou luxo . As sobras de lixo e toda aquele cheiro forte de urina tambem não seria assim algo tão repulsivo as narinas de Deuz Veloz que nunca fora rico , e em tempos de guerra soube passar suas noites sob o desconforto total . (Recussos 0 & Sobrevivencia 2)

Ela se aproximava observando aqueles dois que seriam os pais de Big Black , na sua forma hominidea , um dos dois deveriam ser o parente do Hominideo Roedor , mas independente de qual fosse os trataria de mesma forma .

Deus Veloz : - Sr e Sra , fui amigo Juan , estava aqui apenas para fazer com que a lembrança de seu filho não fosse perdida , espero que sua alma retorne aind amais forte do que era ...

deus Veloz tentava parecer impessoal em suas palavras, mas os sentimentos de amizade , eram visiveis em seu olhar .

Deus Veloz : - Mas parece que General Lee tinha seus olhos em mim , me vigiava , espero ser util para ele e para vocês tambem ...

Deus Veloz demonstrava que estava apto a ajudar , não demonstrava má vontade , fazia aquilo por que tinha um amigo roedor e ão sentia qualquer repulsa por aqueles que são semelhante ao Roedor ...
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por enxame de ratos em Sex Maio 21, 2010 12:27 pm

Wolverine Heart

Antagonista Garou desconhecido rolou 8 dados (destreza5+ intimidação3), com dificuldade 6 (vigor3+ esportes 3 de Sharon), para usar o Dom de augúrio Ahroun Toque da queda na Parente de Roedor de Ossos Sharon. Um sucesso é necessário.
4,6,6,2,9,8,2,4.
4 sucessos.

-----------------------------------------------------
Galliard Roedor de Ossos Caipira rolou 7 dados (Manipulação 4+ Performance 3) e gasta um ponto de Gnose para ativar o Dom de Roedor de Ossos de nível dois Dança caipira.
Necessário três sucessos.
Tocando “Dueling Banjos

----------------------------------------------------

Antagonista Garou desconhecido rolou 4 dados de Força de Vontade. Necessário três sucessos. 3,4,10,1 falha.
Testes de destreza + briga e destreza + esportes com dificuldade +2.

-----------------------------------------------------
Wolverine Heart rolou 4 dados (Vigor3+Instinto primitivo1), com dificuldade 6, para transformação da forma Hominídeo para a forma Crinos.7,6,4,7
3 sucessos. Forma Crinos obtida.

Primeiro ponto de fúria gasto para ação extra:
Wolverine rolou 8 dados(Destreza4+briga4), com dificuldade 5-2=3(ataque pelas costas diminui a dificuldade em -2), para mordida.
5,4,2,6,4,2,5,7.
6 sucessos.

Wolverine rolou 9 dados(força8+1), com dificuldade 3, para dano(Agravado)6,5,3,7,5,3,6,8,4.
9 sucessos

Segundo ponto de fúria gasto para ação extra:
Wolverine rolou 8 dados(Destreza 4+briga4), com dificuldade 6, para garras.
2,2,9,3,3,10,2,4,1.
2 sucesso

Wolverine rolou 9(força8+1)dados, com dificuldade 6, para dano agravado.6,5,3,6,5,3,5,7,4.
3 sucessos
------------------------------------------------------------
Antagonista Garou desconhecido rolou 6 dados, com dificuldade 6, para Absorção de dano. 10,8,3,9,3,10
4 sucessos.

Vitalidade do Garou desconhecido(12-4=Cool Abaixo de incapacitado

O Garou desconhecido derruba a Parente, mas quando se preparava para raptá-la. Recebe uma mordida por trás do pescoço realizada pelo Fianna em Crinos seguida por uma patada que o afasta da Sharon. O Garou desconhecido cai.

O membro da gangue, um Roedor de Ossos, que estava ao lado de Sharon aproveita para carregá-la para dentro da distribuidora de bebidas em uma velocidade surpreendente.

Precisava primeiro garantir a segurança da garota que já havia realizado sua missão. Servir de isca para atrair uma matilha de Dançarinos da Espiral Negra.

Havia um crescente número de lendas urbanas de lobisomens da Espiral Negra capturando Parentes. E os Roedores aproveitaram a assembléia para beberem muito “Raio Branco” e tomar coragem para enfrentar esse tipo de desafio.

Mais quatro homens saem das sombras e dois deles se transformam em em Crinos.

A forma Crinos de um deles tem a cabeça semelhante às hienas, mandíbula imensa da qual escorre saliva, presas bestiais, serrilhadas e tortas. As orelhas são pontudas e glabras como as de um morcego. Os olhos ostentam um brilho maligno verde. A pelagem tem a cor branca dos albinos. E tem entalhado na pele símbolos místicos de louvor á Wyrm, o que produz um tecido cicatricial que arde com uma luminescência suave e doentia.

O outro ostenta um brilho maligno vermelho com a pelagem de cor verde. E usa o Dom de tribo de Dançarino da Espiral Negra de nível um Garras Tóxicas. Mas não ataca ainda.



Um deles que ainda não tinha se transformado diz:

-- Pensamos que se tratava apenas de um grupo de Parentes. Estávamos esganados.
Evil or Very Mad

Shirou

Após ter caçado um veado e se despedido da alcatéia de lobos Victor atravessa a floresta boreal canadense, repleta de pinheiros, espruces, abedos, larícios, vidoeiros, faias, salgueiros, sorveiras e pauis.
O clima é frio e seco. O vento é forte e gelado. Com precipitação em forma de neve. Os dias são pequenos e a noite longa durante o inverno.
O Cria de Fenris desce a Montanha e chega a cidade. Mas devido ao clima oceanico no inverno Vancouver tem a segunda mais alta temperatura do Canadá.
Caminha em forma Hominídea por mais algum tempo e chega nos Becos da Zona baixa da cidade.
É quase 22 horas quando ele se dá conta de que não está encontrando o lugar.
Percebe a presença de um Amuleto do Parentesco nas proximidades.

E ouve alguem tocando “Dueling Banjos.
O rastro te leva em direção a uma van dos anos 70 com pintura floral.
E você vê um Garou em Crinos perto da van lutando sozinho contra cinco Dançarinos da Espiral Negra. Dois deles em Crinos e outro caido no chão.



Beaumont

Miguel Angel e Maria Guadalupe te abraçam. Guadalupe não segura uma lagrima.

-- Que Gaia te proteja hombre!

-- Nuestro hijo se fue de casa muy joven.


Big Joe diz enquanto chegam na assembléia:

-- Usamos o Ritual do Poste em volta de onde será realizado a Assembléia para evitar a presença de intruzos. Eles vão precisar de muita Força de Vontade para passar pelo Vigia. Essas depredações fazem parte do Ritual. Servem para os humanos acharem perigoso andarem por aqui durante a noite.

Na assembléia tinha Garous de outras tribos. Crias de Fenris, Fiannas, Fúrias Negras, Presas de Prata, Senhores das Sombras, Andarilhos do Asfalto...
Inclusive um Philodox Peregrino Silencioso que seguia o Totem do Chacal.

E fala para a assembléia:

-- Esse é William Godspeed "Deus Veloz" e ele tem uma declamação para contar.
avatar
enxame de ratos
Admin
Admin

Mensagens : 207
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 30
Localização : Distrito federal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sab Maio 22, 2010 2:11 pm

Os pais de Big Black eram bem receptivos , parece que eles tambem não o julgavam como um seguidor do totem da coruja , e assim como Big Joe , Deus Veloz os tratava com sinceridade . Agradecendo o respeito que eles davam a ele os saudando com um gesto de respeito antes de se dirigar ao ponto designado por Big Black , apesar de não aparentar Deus Veloz aida estava um pouco nervoso , mas lembrava do amigo e sabia que essa seria uma ultima forma de agradecer o tempo que passaram juntos . Ainda meio desconcertado , o ex fuzileiro colocava as mãos para tras como um oficial antes de prestar uma homenagem . Muitos outros Garous estavam ali ,

Deus Veloz : - Olá ... Boa Noite , acredito que poucos aqui conheçam o Cliath Juan Abençoado com o nome de Big Black e hoje venho contar a historia desse destemido roedor de ossos que salvou minha vida ... Quando Nossa idade chegou , e precisamos ouvir o chamado da Theurge mão Arvore , sabiamos que estavamos proximo de algo grande , sabiamos precisavamos ajuda-la , com seu ar Brincalhão e as vezes rabugento Big Black costumava indagar suas opniões e dizer o quanto era chato ser chamado daquele jeito ... Mesmo reclamando ele nunca deixava alguem na mão .

(Deus Veloz Gasto 1 FDV pra ter sucesso em teste de Carisma 5 e expressão 0 se tiver ^^)

Deus Veloz : - Preciso confessar que no inicio eu achava suas ações questionaveis , afinal , ele reclamava de quase tudo ! Mas com minha natureza philadox percebi que o Ragabash Roedor Big Black precisa ser daquele jeito e questionador ... Uma vez que a Mae Arvore nos mandou para a Umbra em busca da triede de fetiches perdido , nós nos viamos cada vez mais nas profundezas da Umbra até estar a um passo da umbra profunda ... E Big Black estava lá , sempre conosco questionando , se faziamos as escolhas certas , nossa como eu era "cadete" naquela época , qualquer coisa podia me enganarcomo eu era ingenuo ... Mas Big Black não ninguem o enganava ... E Foi esse jeito desconfiado de ser que salvou a minha vida e levou a dele ... Eu deveria ter aprendido a ser mais desconfiado das pessoas a mais tempo ... Fui quase enganado por uma aranha caçadora ela foi capaz de me enclausurar em sua teia padrão , me prender por que era ingenuo , mas não Big black ! Ele estava sempre em prontidão , e sacrificou sua vida para me salvar daquela maldita aranha caçadora ...

Deus Veloz dava uma parada para ver se eles estavam prestando atenção , o peregrino não era nenhum Galliard mas estava se esforçando . Caminhava em volta do povo e gesticulava como se estivesse encenando a parte que estava preso na teia padrão , ou quando caminhava junto com Big Black e sua matilha na umbra . Pela lembrança de seu amigo Deus Veloz se esforçava ,mas queria nunca mais repetir aquilo novamente .

Deus Veloz Pensando : - "Ahh Cara , olha o que vc me fez fazer ...heheh"
avatar
Beaumont
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 03/01/2009
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Wolverine Heart em Dom Maio 23, 2010 2:55 am

Sombra derruba o garou desconhecido com velocidade e sem piedade,apos ele cair do breu surgem 4 garous, "Otimo mais 4 deles!" dois deles ao verem seu parcero morto com o peito aberto ao meio,mudam para forma crinos,em quanto um deles que ainda não tinha se transformado fala com um tom de voz ironico:
-- Pensamos que se tratava apenas de um grupo de Parentes. Estávamos esganados.
O sangue se confundia em meio a pelagem de "Sombra Do Velho", o fato de terem aparecidos mais Dançarinos não o incomodava, ele apenas analisa rapidamente qual deles parecia ser o mais forte, e o que era mais imponente era o dançarino de pelagem verde, que parecia estar ativando um dos seus dons e estava parado, mas o que mais irritou foi o que estava falando, Sombra não esitou duas vezes deu dois pulos avaçando em direção ao Dançarino(que estava falando), desferindo uma patada de baixo para cima no maxilar e o outra patada de cima para baixo no rosto do seu inimigo.

Off: Gastando outro ponto de furia para dar uma patada extra.
ataquei o que estava falando porque é mais facil de matar( e se estava em sua forma homidea, é mais facil de matar porque o vigor é menor)

Obs: Duncan tem o don Resistencia a toxinas fisicas, se ele me atacar com as garras dele invenenadas eu poço fazer um teste "Vigor + Sobrevivencia" dif: 6 é preciso apenas um resultado para ter susseso.


Última edição por Wolverine Heart em Dom Maio 23, 2010 3:22 am, editado 1 vez(es) (Razão : .)
avatar
Wolverine Heart
Admin
Admin

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Shirou Assamia em Dom Maio 23, 2010 5:11 am

Percebe a presença de um Amuleto do Parentesco nas proximidades.

E ouve alguem tocando “Dueling Banjos.
O rastro te leva em direção a uma van dos anos 70 com pintura floral.
E você vê um Garou em Crinos perto da van lutando sozinho contra cinco Dançarinos da Espiral Negra. Dois deles em Crinos e outro caido no chão.

Victor logo que percebe o amuleto já fica mais atento algo ali não estaria certo, ele caminha um pouco e um som lhe chama a atenção ele começa a seguir achando que poderia ser na assembleia mais logo ele avistava uma luta entre 1 garou e 5 servos da wyrm ele não exitava antes de ser notado ali ele já mudava pra forma crinos (metamorfo) e partia pro ataque al que ainda estava em forma homenidea, ele não iria deixar um companheiro garou mesmo que desconhecido em uma luta tão desigual, ele atacava aplicando uma mordida entre o ombro e o pescoço com o intuito de matar logo e assim poder passar ao proximo pra ter certeza ele dava uma patada (uso 1ponto de furia pra um ataqeu extra e nesse ataque gasto 1fdv) na cabeça do servo da wyrm, após o ataque Victor já ficava preparado pra parti pro proximo


Ficha de Salto-Feroz

ação Fala "pensamento" ação destacada
avatar
Shirou Assamia
Cria de Fenrir
Cria de Fenrir

Mensagens : 451
Data de inscrição : 11/07/2009
Idade : 31
Localização : Algum lugar do Brasil

Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Main#FullProfile.aspx?pcy=0&

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Shirou Assamia em Ter Maio 25, 2010 1:56 am

off: Enxame os posts tem dias fixos? se tiver quais?


Ficha de Salto-Feroz

ação Fala "pensamento" ação destacada
avatar
Shirou Assamia
Cria de Fenrir
Cria de Fenrir

Mensagens : 451
Data de inscrição : 11/07/2009
Idade : 31
Localização : Algum lugar do Brasil

Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Main#FullProfile.aspx?pcy=0&

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gueto da Cidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum